Pesquisar notícia
segunda,
27 set 2021
PUB
Sociedade

Um detido e sete arguidos por suspeita de divulgação de conteúdos televisivos codificados

26/05/2021 às 14:36
Partilhar nas redes sociais:
Facebook Twitter

Um homem foi detido e outros sete foram constituídos arguidos por suspeita de crimes de violação de direitos do autor, burla informática agravada e falsidade informática, por difusão de conteúdos televisivos codificados, informou hoje a Polícia Judiciária (PJ).

Em comunicado, a PJ adianta que a operação “Onda Partilhada” foi realizada através da Unidade Nacional de Combate ao Cibercrime e à Criminalidade Tecnológica - UNC3T, num inquérito tutelado pelo Ministério Público do Cartaxo (distrito de Santarém).

De acordo com a PJ, o grupo dedicava-se à comercialização de retransmissão ilícita de conteúdos codificados geralmente transmitidos para difusão televisiva, só acessível licitamente por contrato.

“O detido assumia um papel central na organização, garantindo e manutenção da rede tecnológica agora desmantelada, que atuava numa extensa área no centro do país”, refere a PJ.

Os suspeitos, com base no ‘modus operandi’ conhecido como ‘card sharing’ ou ‘air-sharing’, “conseguiam criar e manter uma atividade mercantil do acesso, descodificação e posterior difusão ilícita de conteúdos televisivos, provocando lesão patrimonial elevada nos operadores qualificados e licenciados para o efeito”.

No âmbito da operação, a PJ apreendeu meios informáticos essenciais à infraestrutura da prática dos crimes em investigação.

A PJ diz ainda que a investigação prossegue para identificação do modo de atuação do grupo e para determinar a extensão deste tipo de criminalidade.

O detido será presente a primeiro interrogatório judicial, para efeitos de aplicação de medida de coação.

Lusa