Pesquisar notícia
sábado,
25 set 2021
PUB
Sociedade

ÚLTIMA HORA: Portugal encerra fronteira terrestre e tráfego aéreo com Espanha a partir desta segunda-feira

16/03/2020 às 00:00
Partilhar nas redes sociais:
Facebook Twitter

O tráfego aéreo entre Portugal e Espanha vai ser suspenso de hoje, bem com as ligações ferroviárias e as duas ligações fluviais, anunciou hoje o ministro da Administração Interna.

“Foi decidido que seria suspenso o tráfego aéreo entre os dois países a partir do final do dia de hoje. A partir de hoje não teremos voos entre os aeroportos nacionais e os aeroportos espanhóis”, disse Eduardo Cabrita.

Em conferencia de imprensa, o ministro avançou que são igualmente suspensas as ligações ferroviárias, tal como as duas ligações fluviais que existem no Minho no Algarve.

A medida vai entrar em vigor a partir das 23h00 e vai permanecer em vigor até ao dia 15 de abril.

“As fronteiras terrestres entre Portugal e Espanha serão a partir das 23:00 de hoje e 24:00 de Espanha expostas aos controlos” e apenas nove pontos de fronteira vão estar em funcionamento, disse o ministro.

Eduardo Cabrita ressalvou que todas as deslocações que não sejam de mercadorias ou de trabalhos vão estar impedias a partir desta noite entre Portugal e Espanha.

Em Vilar Formoso já se fazem sentir as restrições

Em Vilar Formoso, entre as 23:00 e as 23:20, as autoridades portuguesas permitiram o acesso ao território nacional de quatro viaturas ligeiras, mas as espanholas impediram a passagem de dois veículos franceses.

Espanha está a fazer o controlo na principal fronteira terrestre através de elementos da Guardia Civil e da Polícia Nacional, e Portugal com elementos da GNR e do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras.

Pelas 23:06 uma cidadã francesa foi parada na fronteira pelas autoridades espanholas e foi impedida de prosseguir viagem. A mulher disse que foi surpreendida pela situação e que pretendia seguir para França, mas não foi autorizada a prosseguir.

Pouco tempo depois, voltou a fazer nova tentativa, mas os polícias espanhóis não a deixaram seguir viagem e teve de voltar para trás.

Por volta das 23:10 foi mandada parar outra viatura, também de matrícula francesa, conduzida por um francês, proveniente da Covilhã que tencionava seguir para a zona de Paris.