Pesquisar notícia
segunda,
20 set 2021
PUB
Sociedade

Tribunal de Leiria decreta prisão preventiva para nove dos 13 detidos na operação “SOLUM”

22/05/2021 às 11:58
Partilhar nas redes sociais:
Facebook Twitter

O juiz de instrução do Tribunal de Leiria decretou ontem a prisão preventiva a nove dos 13 detidos no âmbito da operação "SOLUM", desencadeada na sequência de uma investigação da PSP num processo de tráfico de estupefacientes.

Segundo disse fonte policial à agência Lusa, além da prisão preventiva a nove suspeitos, o juiz de instrução aplicou a medida de ciação de apresentações semanais a três dos detidos na quarta-feira.

Apesar da PSP ter prendido 13 pessoas, apenas 12 foram presentes a tribunal, uma vez que um dos suspeitos não estará envolvido no tráfico de droga. Fonte da esquadra de investigação criminal referiu à Lusa, que o homem foi detido por posse de arma ilegal.

A maioria dos 13 detidos pela PSP de Leiria na operação “SOLUM” "têm antecedentes criminais pela prática deste tipo de crimes [tráfico de droga]. A maioria tem laços familiares", revelou o comissário Antunes, na quinta-feira.

Numa nota de imprensa, a PSP de Leiria informou que na operação foram detidas 13 pessoas: quatro em flagrante delito (uma mulher e três homens) e nove fora de flagrante delito (três mulheres e seis homens), com idades compreendidas entre os 30 e os 56 anos de idade, pela prática de vários crimes, em especial o de tráfico de droga.

Foram ainda constituídas arguidas outras duas pessoas.

A operação foi desencadeada pela Esquadra de Investigação Criminal da Divisão Policial de Leiria, no âmbito de um inquérito crime dirigido pelo Departamento de Investigação e Ação Penal de Leiria e decorreu nos concelhos de Leiria, Marinha Grande, Batalha, Porto de Mós, Nazaré, Loures, Seixal e Vila Nova da Barquinha.

Foram apreendidas 1.020 doses de cocaína (204 gramas), 200 doses de canábis e uma dose de haxixe, seis automóveis, alguns dos quais de gama alta, um motociclo, duas bicicletas, uma míni moto 4, 245 euros em dinheiro, três armas de fogo, 91 munições, duas armas brancas e diversos portáteis, telemóveis e outros objetos relacionados com o crime em investigação, refere a nota de imprensa.

A operação visou o cumprimento de 15 mandados de busca domiciliária e cerca de 40 mandados de busca não domiciliária e resulta de uma investigação iniciada há cerca de um ano.

O grupo lidava “com uma quantidade e frequência com alguma dimensão ao nível do tráfico de estupefacientes, o que causava um grande sentimento de insegurança na região”.

Entre os sete veículos apreendidos, a Lusa verificou que estava um com referência de serviço TVDE. O comissário confirmou que “um dos suspeitos trabalhava como motorista da TVDE, embora isso também servisse como camuflagem”.

“Ainda mais neste momento de pandemia, com restrições de circulação entre concelhos, essa atividade permitia maior facilidade de movimentação dos suspeitos”, explicou.

Estiveram empenhados cerca de 80 polícias do Comando Distrital da PSP de Leiria, da esquadra de investigação criminal, apoiados pela Unidade Especial de Polícia do Comando Metropolitano de Lisboa e pela Guarda Nacional Republicana.

Lusa