Pesquisar notícia
quinta,
23 set 2021
PUB
Sociedade

Mau tempo: Tejo está a ser monitorizado. Zêzere já galgou as margens

20/12/2019 às 00:00
Partilhar nas redes sociais:
Facebook Twitter

O Comando Distrital de Operações de Socorro de Santarém emitiu um comunicado onde pode ler-se que “a precipitação que se tem sentido em Portugal e também em Espanha, gerou um aumento considerável dos níveis hidrométricos e caudais do rio Tejo especialmente nos provenientes de Espanha e Rio Ocreza”.

Assim sendo, “mantendo-se a situação atual, prevê-se que que os caudais lançados no Rio Tejo possam atingir os 2900m3/s em Almourol, ao longo do dia de hoje. Desde as 23H00 do dia 19 de dezembro que os caudais estão acima dos 1500m3 constituindo-se como fator de risco muito significativo no galgamento das margens do Rio Tejo, tendo-se verificado hoje pelas 00H00 o maior caudal lançado pelo conjunto das barragens com influência no Rio Tejo com 3085m3/s. Perante os dados verificados e as consequências previsíveis, decidiu a Comissão Distrital de Proteção Civil ativar o Plano Especial de Emergência para Cheias na Bacia do Tejo no seu nível Amarelo”.

Para já, os efeitos verificados no Município de Constância é a submersão do parque de estacionamento de Constância junto ao Rio Zêzere e o corte da estrada que liga ao castelo de Bode, por deslizamento de terras.

Previsão para as próximas horas:

Município de Santarém

 Submersão da E.N. 365 em Ponte do Alviela;

 Submersão da E.M. liga Ribeira de Santarém a Vale de Figueira;

 Submersão da E.N. 365 em Palhais/Ribeira de Santarém;

 Submersão do parque de estacionamento da Ribeira de Santarém

Município de Santarém / Golegã

 Possível submersão durante o dia de hoje da EN365 na ponte do Alviela e a jusante do Pombalinho, com possibilidade de isolamento da povoação de Reguengo do Alviela.

Também as Câmaras Municipais do Cartaxo e de Salvaterra de Magos tomaram a decisão conjunta de suspender a circulação na Ponte Rainha D. Amélia a partir das 11h00 de hoje, dia 20 de dezembro. A decisão foi tomada em coordenação com a GNR e com o Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Santarém.

As duas autarquias fundamentam a decisão de suspender a circulação na Ponte D. Rainha D. Amélia devido ao agravamento previsto das condições atmosféricas, com ocorrência de ventos fortes, resultantes da tempestade “Elsa”; ao aumento do caudal do Rio Tejo e respetiva corrente, decorrente da precipitação que se tem sentido no distrito mas, essencialmente, devido ao inesperado e súbito início das descargas das barragens espanholas e portuguesas - os níveis hidrométricos e caudais do rio Tejo vão aumentar nas próximas horas; a questões de segurança das fundações, pilares e estruturas de apoio do tabuleiro.

Os autarcas asseguram que a circulação será reaberta assim que estiverem garantidas todas as condições de segurança. A situação será reavaliada pela Proteção Civil em briefing agendado para domingo, dia 22, às 21h00.