Pesquisar notícia
terça,
21 set 2021
PUB
Sociedade

Mação: Semana Académica e da Juventude espera atrair milhares de jovens

19/02/2018 às 00:00
Partilhar nas redes sociais:
Facebook Twitter

Margarida Lopes, Vasco Estrela, Daniel Jana e Pedro Silva

A Associação Magalhães, de Mação, espera atrair milhares de pessoas, nos dias 29, 30 e 31 de março, para mais uma edição da Semana Académica e da Juventude.

O cartaz foi hoje dado a conhecer na sede da Associação e nomes como Wet Bed Gan, Red, João Lopes, Declínios, Afroflavours, Saídos da Casca, Ar de Pop, Xups e Karetus vão animar os muitos jovens que se dirigem ao concelho desde há seis anos.

Daniel Jana, presidente da Associação Magalhães, começou por afirmar à Antena Livre que a Semana Académica e da Juventude é “o maior evento do plano de atividades” da Associação. A nível financeiro, “é o evento que mais suporta outras iniciativas e é muito importante para a vida da nossa Associação”, acrescentou.

“Fazemos sempre uma auscultação do nosso target, que é o público juvenil, e percebemos que o hip pop continua a marcar a música no momento e temos uma aposta grande nesse sentido, com nomes nacionais. Na apresentação pública que fizemos este fim de semana quando saiu o nome por exemplo dos Wet Beg Gang desatou tudo aos gritos (risos). Temos de pensar quem é o nosso público, porque é isso que nos interessa”, fez notar o jovem presidente.

Para além dos concertos, a cerimónia de abertura da Semana Académica e da Juventude de Mação acontece no cineteatro da vila, no dia 29 de março, às 21h30, com uma noite de Tunas. Vai marcar presença a R.A.T.A. – Real Académica Tuna Acapelha e a INOPOTUNA, ambas da Faculdade de Letras de Lisboa e ainda a ISSÓTUNA da Escola Superior de educação de Santarém. Já no dia 31 de março, decorrerá uma palestra com Arlindo Consolado Marques, conhecido como o Guardião do Tejo, sobre os problemas que têm assolado o rio. O momento decorre no centro cultural Elvino Pereira em Mação e tem entrada livre.

Nestes seis anos de Semana Académica, Daniel Jana avança que o evento tem contado sempre com “casa cheia” e que nesta edição, que tem um orçamento de cerca de 35 mil euros, houve necessidade de melhorar as condições de segurança.

 “A tenda onde o evento acontece será maior, com uma tipologia semi orbital, que nos vai permitir em termos de produção fazer um trabalho diferente, com espetáculos mais apelativos, dado que permite suspender equipamentos na cobertura dessa mesma tenda, quer ao nível de palco, quer ao nível de outros apontamentos surpresa, que irão existir noutros locais na tenda”, explicou por sua vez Pedro Silva, da Andamento Produções.

“Este cuidado na produção que temos a honra de implementar vêm da vontade da Associação em dar um passo diferente ao nível do cartaz, mas num maior cuidado ao nível da segurança”, salientou o responsável.

Vasco Estrela, presidente da Câmara Municipal, também marcou presença na cerimónia de apresentação do evento e salientou o apoio que o Município tem dado na realização da iniciativa. “Desde a primeira edição que a Câmara tem apoiado este evento, mas se não fosse o esforço da Associação e dos seus dirigentes e voluntários, nada teria sido possível”, aludiu.

Vasco Estrela salientou que a Semana Académica e da Juventude é “um bom exemplo daquilo que nós temos tentado fazer no nosso concelho”.  

“E este é um bom exemplo pois, ano, após ano, tem sido possível trazer a Mação mais pessoas a este evento. Desta vez, a Associação Magalhães questionou a Câmara sobre se podíamos dar um contributo financeiro maior, o que se traduziu no triplo do apoio dado (7.500 euros) e onde a Associação garantiu que iria dar uma maior robustez à iniciativa. Tendo em conta aquilo que foi o passado, com o trabalho extraordinário que a Associação tem desenvolvido com o evento, e sendo algo que se está a afirmar no concelho e na região, pensámos que valia a pena fazer esta aposta e este investimento financeiro”, justificou o autarca.

O presidente finalizou salientando o papel social que a Associação tem assumido junto dos maçaenses, referindo que os jovens “têm apoiado num conjunto significativo de iniciativas, de associações e entidades. Têm estado ao lado da Câmara e dos maçaenses em enumeras situações, como foi bastante visível nas catástrofes deste verão”.

Já Margarida Lopes, vereadora com o pelouro da juventude na CM, chamou a atenção para o facto de Mação não ter uma Universidade e que os jovens que fazem parte da Associação continuam “com muito amor à terra” e continuam a ver Mação “como um ponto de encontro” para organizarem este tipo de iniciativas.

Por último, Daniel Jana referiu que a Semana Académica e da Juventude “continua num caminho evolutivo, indo ao encontro do que as pessoas pretendem e aumentando naturalmente as receitas. Hoje em dia, sentíamos que esta é uma aposta segura e pensamos que as coisas vão correr bem”.

 “Nós somos uma associação que tem marcado a diferença no panorama associativo no concelho e até a arrisco a dizer na região. Somos um grupo de amigos que foi crescendo (…) e nunca pensámos atingir esta dimensão e reconhecimento”, vincou.

Toda a informação sobre o evento está disponível na página de Facebook da Associação Magalhães. Os bilhetes vão ficar disponíveis para venda e têm custo de 13 euros para os 3 dias. O bilhete diário do dia 29 de março tem um custo de 4 euros, nos dias 30 e 31 de março, as entradas custarão 6 euros.