Pesquisar notícia
terça,
21 set 2021
PUB
Sociedade

Há muito para disfrutar nas Festas de Sardoal

20/09/2017 às 00:00
Partilhar nas redes sociais:
Facebook Twitter

No primeiro dia de festa a novidade é, precisamente, o Dia da Freguesia de Sardoal. Está instituído, é no dia 21. Pela primeira vez comemora-se, oficialmente, e vai ter uma Noite de Fados. “É um espetáculo com gente cá da terra”, comenta o presidente da Câmara Municipal, Miguel Borges.

O dia 22, feriado municipal, começa com o hastear da bandeira, “uma cerimónia que tem um grande significado para todos os sardoalenses” e que dá início à comemoração dos 486 anos de elevação de Sardoal à categoria de vila.

A tarde traz consigo a abertura da Mostra de Saberes e Sabores, com visita e inauguração, tanto dos stands como das exposições e que vai contar com a presença de Pedro Machado, presidente da Região de Turismo do Centro.

O desporto nas Festas conta sempre com bastante assistência pois disputa-se a Taça da Amizade, entre as duas equipas de futebol sénior do Concelho, Venda Nova e Alcaravela.

Destaque também para o 9º Encontro de Bandas Filarmónicas, evento que traz sempre muita gente a Sardoal, pois “além das Filarmónicas, vêm os familiares”.

Uma presença já habitual nestas Festas é o Festival Hípico, que vai para a sua 15ª edição. “É uma oportunidade para quem nunca teve contacto com cavalos de poder ter aqui a sua iniciação, através do mundo volteio e depois as grandes provas do nosso Festival Hípico”.

A Praça Nova é o local onde irá estar patente a Mostra dos Sabores, “sempre com animação constante”, enquanto que a Mostra dos Saberes terá lugar na Avenida Luís de Camões.

Destaque, naturalmente, para os grandes concertos que, este ano, trazem a Sardoal, no dia 22, Samuel Úria, “um compositor que está a ter um grande sucesso principalmente junto dos jovens”, a 23, espetáculo com Miguel Araújo, “um nome bem conhecido no nosso panorama musical” e, a 24, os Led On – Tributo a Led Zeppelin. “Seria mais um tributo não fora o facto de os músicos que compõem este grupo, serem do melhor que nós temos em Portugal, como é o caso do Zé Nabo, que é só um dos melhores baixistas do mundo, Manuel Paulo (piano), Alexandre Frazão (bateria) e Mário Delgado (guitarra)”, elucida Miguel Borges.  

Este sábado Miguel Araújo sobe a palco no Sardoal

 

Fotos de Paulo Sousa