Pesquisar notícia
domingo,
26 set 2021
PUB
Sociedade

Covid-19: 'Task-force' apela para vacinação de 90 mil que foram chamados para 2.ª dose e não apareceram

10/09/2021 às 19:42
Partilhar nas redes sociais:
Facebook Twitter

A 'task-force' que coordena o processo de vacinação contra a covid-19 em Portugal apelou hoje às 90 mil pessoas chamadas para a segunda dose que não pareceram para irem vacinar-se na modalidade 'casa aberta', sem marcação.

Em comunicado, a 'task-force' salienta que atualmente há "um ritmo de vacinação mais reduzido", uma vez que a maior parte da população já foi inoculada, e que há "disponibilidade de vacinas".

Além disso, as segundas doses podem ser tomadas em centros de vacinação diferentes daqueles onde foi ministrada a primeira dose.

A modalidade "casa aberta" funciona para quaisquer idades elegíveis para receber a vacina contra a covid-19 e não precisa de se ir a um centro de vacinação da área de residência.

De acordo com a Direção-geral da Saúde, em Portugal foram administradas 14,5 milhões de doses: 8,4 milhões de primeiras doses e 6,1 milhões de segundas doses.

A covid-19 provocou pelo menos 4.602.565 mortes em todo o mundo, entre mais de 223,06 milhões de infeções pelo novo coronavírus registadas desde o início da pandemia, segundo o mais recente balanço da agência France-Presse.

Em Portugal, desde março de 2020, morreram 17.843 pessoas e foram contabilizados 1.053.450 casos de infeção confirmados, segundo dados da Direção-Geral da Saúde.

A doença respiratória é provocada pelo coronavírus SARS-CoV-2, detetado no final de 2019 em Wuhan, cidade do centro da China, e atualmente com variantes identificadas em países como o Reino Unido, Índia, África do Sul, Brasil ou Peru.

Lusa