Pesquisar notícia
domingo,
19 set 2021
PUB
Sociedade

COVID-19: Primeiro caso confirmado em Abrantes é de um homem de 74 anos

22/03/2020 às 00:00
Partilhar nas redes sociais:
Facebook Twitter

O Médio Tejo subiu para sete infetados com um primeiro caso a ser registado em Abrantes.

Trata-se de um homem residente na cidade de 74 anos anos e que está internado no hospital de Abrantes, segundo Maria dos Anjos Esperança da Unidade de Saúde Pública do Médio Tejo, que confirmou à Antena Livre esta situação por volta das 11:30.

 

No Médio Tejo neste momento são sete casos positivos. O mais recente é de hoje, em Abrantes. Já ontem tinha sido identificado o sexto caso de um doente de Vila Nova da Barquinha. Na sexta-feira tinha também sido identificado um caso positivo em Alcanena que se juntou aos outros quatro casos, dois de Ourém, um de Tomar e outro de Constância. Maria dos Anjos Esperança, delegada de Saúde Pública do Médio Tejo, destacou que estes são os casos positivos.

Às 19:20 deste sábado a delegada de Saúde Pública do Médio Tejo confirmou à Antena Livre que todos os casos em análise este sábado foram negativos.

De referir que todos os contactos destes seis casos positivos no Médio Tejo estão em contacto os agentes de saúde por forma a poder identificar novas situações e travar a proliferação do vírus.

Quanto às cadeias de contágio, Maria dos Anjos Esperança revelou que os infetados desta região tiveram contactos com três cadeias diferentes. Uma da Maia, outra de Lisboa e um caso que veio de França.

Ainda esta tarde a médica disse que “temos de continuar a portar-nos muito bem, a lavar as mãos, a não levar as mãos à cara e acima de tudo a contactar a linha de saúde 24 (808 24 24 24). Podem demorar a atender, mas é fundamental que as pessoas não afunilem para os hospitais ou centros de saúde”. Ainda neste contexto a médica voltou a incidir no mesmo registo “fiquem em casa, não andem na rua. Se saírem que seja estritamente para o necessário porque estamos numa guerra. Uma guerra que vamos ganhar”.

Quanto ao estado de saúde dos infetados, ontem, Maria dos Anjos Esperança ressalvou que há três que estão hospitalizados, mas estáveis. Os restantes estão a fazer o tratamento em casa, naturalmente em isolamento. À Antena Livre a médica da unidade de Saúde Pública do ACES do Médio Tejo garantiu que estão ainda 15 pessoas em vigilância ativa e que mesmo os que testaram negativo continuam alvo de acompanhamento por parte deste organismo.