Pesquisar notícia
sábado,
18 set 2021
PUB
Sociedade

Constância: Semana do Turismo Ativo e Festival das Grandes Rotas convidam a viver e a experienciar os rios

8/09/2017 às 00:00
Partilhar nas redes sociais:
Facebook Twitter

De 9 a 17 de setembro chega a Constância a Semana do Turismo Ativo e o II Festival das Grandes Rotas, que vão permitir aos participantes experimentar e vivenciar um vasto conjunto de atividades de natureza e ar livre.

Em declarações à Antena Livre, Júlia Amorim, presidente da Câmara Municipal de Constância, avançou que durante o II Festival das Grandes Rotas, muito semelhante à edição de 2016, vão decorrer atividades “muito ligadas à rota do Tejo e do Zêzere, designadamente passeios pedestres, caminhadas interpretativas, algumas atividades de natureza e ar livre como rappel, slide, aquabol e atividades ligadas aos rios”.

Por sua vez, a Semana do Turismo Ativo, que coincide com o Festival das Grandes Rotas, “tem a ver com outras atividades como animações culturais, como o Fado na Praça, o Colóquio das Grandes Rotas e Desenvolvimento Local, um Foto paper, onde através da arte fotográfica se promove aspetos muito interessantes da região, um torneio de vólei de praia, o espetáculo musical Tejo Arriba. São os aspetos mais lúdicos, culturais e ligados ao Turismo Ativo que vão estar em destaque nesta semana”, salientou a autarca constanciense.

Por outro lado, para além destas atividades, “vamos ter também um passeio pedestre com degustação, num percurso de 20 km, que vai envolver um conjunto de entidades que vão ser parceiras deste evento e que ao longo do percurso vamos promover os nossos produtos locais ligados à gastronomia, doçaria e licores”, acrescentou a presidente.

Todas as iniciativas irão decorrer no concelho de Constância, onde o Município é a entidade promotora e o elo de ligação entre os diferentes agentes que se vão envolver na dinamização das duas ações.

“Para além dos espaços de restauração, vão-se envolver algumas coletividades que tiveram vontade de aderir e a quem nós encetámos um convite. Iremos ter atividades nas três freguesias do concelho e, portanto, vão ser um conjunto vasto de atividades”, referiu Júlia Amorim.

A autarca destacou quatro grandes objetivos que a Câmara tem com a dinamização da Semana do Turismo Ativo e o II Festival das Grandes Rotas: Promover o Turismo ativo no concelho e na região; promover as grandes rotas do Tejo e do Zêzere; estimular o empreendedorismo dos empresários locais e promover os produtos endógenos.

Questionada sobre os problemas que têm afetado o rio Tejo e se esses motivos podem ser penalizadores na adesão à iniciativa, a presidente disse que a Câmara de Constância “não é alheia às questões negativas que afetam o Tejo, mas temos de exaltar a sua grande potencialidade. Nós temos de valorizar aquilo que de bom temos. Ao longo do Tejo existe um conjunto de fatores, não só naturais, mas também patrimoniais, de âmbito cultural que se podem encontrar nas diferentes vilas e aldeias por onde passa o Tejo. Depois temos um grande património imaterial, valorizando este trajeto do Tejo quer numa margem, quer noutra margem, nós podemos potenciar aquilo que de bom temos e com isso dar uma imagem positiva deste nosso rio”, aludiu.

Segundo a informação do Município, “o Festival das Grande Rotas divulga a cultura, a história e o património, através do turismo cultural, da gastronomia e vinhos e do turismo religioso e promove a saúde, a natureza e o bem-estar, centrando-se no turismo ativo e, em particular, no turismo náutico e através deles dando visibilidade ao património material e imaterial existente nas regiões do interior centro”.

“É de realçar que não existe nenhum outro evento em Portugal que se focalize em dois percursos sinalizados – a Grande Rota do Zêzere e a Grande Rota do Tejo – e os transforme em equipamentos altamente potenciadores de dinâmicas culturais e económicas, através do turismo ativo e de lazer. Por outro lado, sublinhe-se também a oportunidade de centrar os esforços públicos e privados numa iniciativa que tem como objetivo primordial a valorização do Interior centro como destino visitável nas mais diversas vertentes”, pode ler-se na mesma informação.

A Semana do Turismo Ativo e Festival das Grandes Rotas tem um orçamento de 25 mil euros e foi objeto de uma candidatura ao Turismo Centro de Portugal.

Joana Margarida Carvalho