Constância: Marco Gomes toma posse como comandante dos Bombeiros Voluntários (C/ ÁUDIO)

2020-05-30

É dia de comemorar o Bombeiro Português mas este sábado, 30 de maio, trouxe mais um motivo de festa aos Bombeiros Voluntários de Constância. Foi dia de Tomada de Posse do novo comandante, Marco Gomes.

Após 20 anos sob o comando de Adelino Gomes, Marco Gomes assume a corporação em “tempos difíceis” mas com um olhar de esperança no futuro.

Marco Gomes foi proposto pela Direção da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Constância a 7 de novembro de 2019, homologado por despacho a 13 de maio de 2020 pelo presidente da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil.

E o Dia do Bombeiro Português, que se assinala anualmente no último fim de semana de maio, foi o dia escolhido para mais esta cerimónia que contou com a presença do presidente da Câmara Municipal de Constância, Sérgio Oliveira, do comandante distrital de operações de socorro, Mário Silvestre, do representante da Liga dos Bombeiros Portugueses, José Salvado, do presidente da Federação dos Bombeiros do distrito de Santarém, Paulo Cardoso, do presidente da Assembleia Geral da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Constância, António dos Santos, do presidente da Direção da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Constância, Adelino Gomes, e ainda do padre Nuno Silva, pároco de Constância.

No seu discurso, Marco Gomes garantiu “entrega total”, disse querer valorizar os seus homens, mas pediu mais meios para poder “continuar a dar uma prestação de serviços de qualidade à população”.

 

O agora presidente da Direção da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Constância, Adelino Gomes, disse que esta é mais uma página “do livro de honra e glória desta Associação e corpo de bombeiros que, ao longo de 95 anos, nos tem habituado a gravar com letras de ouro o seu vasto historial que tantas vezes tem acompanhado e se confunde com a rica história desta vila de Poetas”.

Adelino Gomes não deixou de alertar para a urgência de se definir o apoio aos bombeiros do país pois há muitos que estão a abandonar a atividade, “É preciso atuar depressa”, afirma.

 

Já o comandante distrital de operações de socorro, Mário Silvestre, destacou as qualidades do comandante Marco Gomes, falou das dificuldades que os bombeiros enfrentam com a pandemia, realçando o “brilhantismo” na atuação dos bombeiros do distrito e, mais uma vez, alertou para a época de incêndios que se aproxima. No final, despediu-se citando Winston Churchill com a célebre frase: Nunca tantos deveram tanto a tão poucos”.

 

O presidente da Câmara Municipal de Constância, Sérgio Oliveira, lembrou que a Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Constância é a segunda instituição mais antiga do concelho, com 95 anos. Mais antiga só a Santa Casa da Misericórdia de Constância. O autarca afirmou que a Câmara Municipal irá continuar a apoiar os bombeiros do concelho “no que é possível, dentro das limitações financeiras que também tem”.

 

Marcaram ainda presença na cerimónia de Tomada de Posse do comandante Marco Gomes, o presidente da Assembleia Municipal de Constância, os presidentes das Juntas do concelho e comandantes e representantes de muitas corporações do distrito.