Pesquisar notícia
segunda,
27 set 2021
PUB
Sociedade

Antena Livre 40 anos - “A rádio, mesmo que a partir de nossas casas, vai continuar a fazer-se ouvir”

4/02/2021 às 08:41
Partilhar nas redes sociais:
Facebook Twitter

A primeira vez que entrei num estúdio de rádio foi em outubro de 1989, na Rádio Tágide. Tinha 14 anos. Era para um teste de voz. Pediram-me que lesse um texto e… fez-se magia. Estava encontrado “o meu destino”. A 5 de novembro de 1989 entrava pela primeira no ar, em direto durante duas horas, e enquanto frequentei o ensino secundário, apresentei o programa “Hora Dois”, do Clube de Imprensa da Escola Secundária N.º2 de Abrantes, que ia para o ar às terças-feiras. A rádio nunca mais saiu da minha vida. Como se costuma dizer, mas noutro contexto, “até podes sair da rádio, mas a rádio nunca sairá de ti”. E não saiu.

Depois do secundário, seguiu-se o ensino superior e a passagem por alguns órgãos de comunicação em Lisboa, incluindo um estágio curricular na Antena 1. As restantes experiências viveram-se na imprensa escrita.
Em 2002, surgiu a oportunidade do “regresso” a casa. A Antena Livre apresentou-me uma proposta e eu decidi que voltar à rádio era voltar à minha essência. Apesar de o meu percurso ter passado também por órgãos de comunicação na imprensa escrita regional, não mais se perdeu o elo de ligação à rádio. Primeiro através do programa Radar e, mais tarde, de corpo e alma na redação e a dar a voz nos noticiários.
É nesta situação que comemoro os 40 anos da Rádio Antena Livre. Rádio que me habituei a ouvir desde pequena até porque era a via principal para sabermos o que se passava “no nosso mundo”. Nessa altura, conhecia apenas as vozes mas nunca me passou pela cabeça que um dia seria eu a dar voz, atrás de um microfone.
Hoje em dia, muitas das vozes da altura são de pessoas com quem tenho o prazer de trabalhar e algumas a quem chamo de amigos. Ao longo desta aventura, têm sido muitas as pessoas com quem me tenho cruzado. E muitas têm ficado. É assim que gosto de estar na vida e é assim, apesar do distanciamento agora necessário, que quero continuar.
A rádio, essa mesmo à distância e a partir de nossas casas, vai continuar a fazer-se ouvir nas ondas hertzianas e no online.
Longa vida à Antena Livre e saúde e sorte àqueles que a levam por diante.
Venham mais 40… e ainda outros 40! Parabéns!

Patrícia Seixas – Diretora de Informação da Antena Livre