Pesquisar notícia
segunda,
20 set 2021
PUB
Sociedade

Abrantes: Presidente da Junta não se conforma e já reuniu com os CTT | COM SOM

5/01/2018 às 00:00
Partilhar nas redes sociais:
Facebook Twitter

O presidente da União de Freguesias de Abrantes e Alferrarede, Bruno Tomás, reuniu de emergência esta quinta-feira, 4 de janeiro, em Lisboa, com o diretor da Área Comercial e Parceiros da empresa Correios de Portugal S.A. Em cima da mesa estava o anúncio, feito no dia 2 de janeiro, da intenção dos CTT encerrarem o balcão de Alferrarede.

“Foi-nos transmitida a informação oficial por parte dos CTT da decisão do encerramento da estação de Alferrarede”, disse Bruno Tomás. Relativamente à justificação desta situação por parte da empresa, o presidente da União de Freguesias adiantou que “eles têm vários pressupostos para assentarem a decisão e com os quais nós não concordamos”. No entanto, Bruno Tomás assumiu que a União de Freguesias estava naquela reunião “enquanto parceiro para encontrarem uma solução conjunta (…) ou tomar medidas para evitar este encerramento que, como nos foi dito, é irreversível”.

Em comunicado, o presidente da União de Freguesias de Abrantes e Alferrarede refere que “todo o Executivo da Junta de Freguesia e membros da Assembleia de Freguesia consideram ser absolutamente injustificável tal pretensão [o encerramento do balcão], estando neste momento a serem tomadas algumas diligências no sentido de procurar agendar audições com os vários grupos parlamentares representados na Assembleia da República”.

“Esta é já uma decisão concreta do Executivo que reuniu esta quinta-feira à noite. Achamos que, se tem que haver alguma intervenção do Governo, tem que ser a própria Assembleia da República, com todas as bancadas a terem uma intervenção, para que se possa aferir se o serviço público de proximidade está a ser cumprido como está conferido no contrato de concessão que foi assinado”, explicou Bruno Tomás.

No comunicado pode ainda ler-se que o Executivo “não se conformará com tal intenção, uma vez que a mesma é lesiva dos interesses dos mais de 18 mil habitantes da freguesia de Abrantes”.