Pesquisar notícia
segunda,
20 set 2021
PUB
Sociedade

Abrantes: Ministro do Ambiente marca presença no evento “Tejo Vivo - Seminário para a recuperação do rio Tejo e seus afluentes”

25/10/2018 às 00:00
Partilhar nas redes sociais:
Facebook Twitter

O proTejo- Movimento pelo Tejo, o Município de Abrantes e a Comunidade Intermunicipal do Médio Tejo irão realizar no sábado, dia 27 de outubro, no Parque Tejo, em Rossio, o evento "Tejo Vivo - Seminário para a recuperação do rio Tejo e os seus afluentes". O evento terá início às 14h30 e o encerramento está previsto para 18h30, com entrada livre.

O evento “Tejo Vivo”, que contará com a presença do Ministro do Ambiente, João Pedro Matos Fernandes, e com a presidente da Câmara Municipal de Abrantes, Maria do Céu Albuquerque, tem como objetivo “equacionar as questões da disponibilidade e escassez de água na bacia hidrográfica do Tejo, num contexto de colaboração internacional no âmbito da Convenção Luso – Espanhola de Albufeira e da indispensável satisfação das necessidades humanas e ecológicas por água numa área geográfica sujeita a alterações climáticas e a secas periódicas cada vez mais severas”.

O programa vai ter dois painéis temáticos: no primeiro painel irá se analisar questões referentes ao regime de caudais e o estado ecológico na Convenção de Albufeira, e conta com a presença de: António Gonçalves Henriques, especialista em ambiente e recursos hídricos, professor do Instituto Superior Técnico e membro da Associação Portuguesa de Recursos Hídricos, de Nuno Lacasta e Pimenta Machado, presidente e vice-presidente da Agência Portuguesa do Ambiente, de Mário Godinho de Matos, embaixador e presidente da Delegação de Portugal à Comissão para a Aplicação e o Desenvolvimento da Convenção de Albufeira (CADC) e de Paulo Constantino, porta-voz do proTEJO – Movimento pelo Tejo.

No segundo painel irá-se abordar a problemática da escassez de água na bacia do Tejo em situação de seca periódica e as alterações climáticas. É composto por : Rodrigo Proença de Oliveira, especialista em hidrologia, recursos hídricos e alterações climáticas e professor no Instituto Superior Técnico, por Jorge Froes, engenheiro agrónomo, especialista em planeamento hidroagrícola e representante do “PROJETO TEJO – Aproveitamento Hidráulico de Fins Múltiplos do Tejo e Oeste”, por João Joanaz de Melo, especialista em impactes ambientais e ecodesign, professor na Universidade Nova de Lisboa e voluntário no Grupo d e Estudos de Ordenamento do Território e Ambiente (GEOTA) e por Rui Godinho, presidente da Associação Portuguesa de Distribuição e Drenagem de Águas (APDA)