Pesquisar notícia
sábado,
25 set 2021
PUB
Sociedade

Abrantes: Incêndio na Ribeira da Brunheta extinto às 20.30 (ATUALIZADA C/ ÁUDIO, FOTOS e VÍDEO)

13/07/2020 às 00:00
Partilhar nas redes sociais:
Facebook Twitter

20:30 – Comandante dos bombeiros de Abrantes revela que o incêndio está extinto e em fase de rescaldo, uma operação que vai durar toda a noite. Para apoiar os trabalhos de consolidação da área ardida chegaram duas máquinas bulldozer’s para apoiar os trabalhos.

António Manuel de Jesus revelou que estiveram no local 260 homens, apoiados por meia centena de viaturas e dez meios aéreos, seis aviões (alfa e cannadair) e quatro helicópteros. Os operacionais pertencem a corporações do distrito de Santarém (Médio Tejo e Lezíria do Tejo), o GRIF (grupo de reforço) de Castelo Branco e ainda sapadores florestais, Força Especial da Proteção Civil (antiga FEB – Força Especial de Bombeiros), viaturas de primeira intervenção das juntas de freguesia e GNR.

António Manuel de Jesus, comandante Bombeiros Abrantes

O comandante dos Bombeiros de Abrantes deixou a nota de uma evacuação de uma idosa, por precaução, e de um bombeiro, por exaustão. Quanto às causas, não tem dúvida em, apontar mão humana, tanto mais que nos últimos cinco dias têm tido deslocações para a zona norte do concelho.

Álvaro Paulino, presidente da Junta de Freguesia de Aldeia do Mato / Souto

Álvaro Paulino, presidente da União de Freguesias de Aldeia do Mato e Souto, revelou a violência com que eclodiram as chamas quando estavam numa outra ocorrência em Pucariça. Depois foram chamados para um fogo em Andreus, concelho de Sardoal, que veio a verificar-se ser falso alarme. Depois viram então a coluna de fumo da Ribeira da Brunheta. Uma pequena aldeia perto do Souto, mas num vale com acessos complicados. Álvaro Paulino revelou que foi ali que nasceu um dos incêndios que em 2017 devastou uma parte do norte do concelho de Abrantes. Com os bombeiros a fazer o rescaldo noite dentro, o presidente da Junta de Freguesia disse que vai ser uma noite de muita atenção para evitar qualquer foco de reacendimento.

 

20:00 – Meios aéreos deixam as operações e regressam às bases.

20:00 – Posto de comando (viatura de Pernes) chegou cerca das 18:30 e foi montado junto à capela de Nossa Senhora do Tojo.

No teatro de operações continuavam a operar seis aviões, 4 Alfas e 2 Cannadair’s comandados por um helicóptero de apoio às operações, da Força Aérea Portuguesa.

1:45 – Chegou ao teatro de operações uma máquina bulldozer para ser colocada no terreno. O objetivo é fazer trabalhos de rescaldo e eventuais aceiros.

19:45 – Comandante do destacamento de Abrantes da GNR, Capitão Ferrão, confirmou que apenas a estrada do Souto para Ribeira da Brunheta estava cortada devido ao fogo. Os meios estavam a chegar ao local onde estava instalado o posto de comando provisório, à saída do Souto.

19:15 - Comandantes dos bombeiros de Abrantes e Sardoal fizeram um revis no helocóptero de comando dos meios aéreos, para perceber a dimensão do fogo e para recolocar os meios terrestres.

 

19:15 – Chegou ao teatro de operações da Ribeira da Brunheta uma coluna de canarinhos – Força Especial de Bombeiros e Proteção Civil. 

António Manuel de Jesus, comandante Bombeiros de Abrantes

19:00 A Antena Livre confirmou, que não há, para já, habitações afetadas pelo incêndio. Por precaução, foi retirada uma senhora de uma casa próxima das chamas. Há ainda a registar ferimentos ligeiros num bombeiro que foi retirado do local e deslocado para o hospital por exaustão.

Às 19 horas, o comandante dos Bombeiros Voluntários de Abrantes, António Manuel de Jesus, fazia o ponto de situação à Antena Livre.

17:50 - Há um incêndio a preocupar no norte do concelho de Abrantes. O fogo começou cerca das 17:20 e está nesta altura a mobilizar muitos meios para a zona de Ribeira da Brunheta na freguesia de Aldeia do Mato e Souto.

O fogo está a lavrar numa zona de mato e floresta e no local estão bombeiros de várias corporações da região, meios aéreos, o DECIR de Abrantes, AFOCELCA e GNR.

 

Fogo visto de Carreira do Mato. Créditos Olga Nunes (Facebook)

 

 (Notícia atualizada às 22:00)