Pesquisar notícia
sábado,
18 set 2021
PUB
Sociedade

Abrantes: Homem, de 83 anos, desaparecido há dois dias

23/03/2018 às 00:00
Partilhar nas redes sociais:
Facebook Twitter

Manuel Oliveira, de 83 anos, residente em Bairro, Ourém, está desaparecido desde a madrugada de quarta-feira, à 00h10.

A última vez que foi visto foi no hospital de Abrantes, onde deu entrada na terça-feira, dia 20, por volta das 15h00, para realizar uns exames, segundo relatou à Antena Livre Anabela Mecha, filha do desaparecido.

“Ele foi para o hospital de Abrantes de ambulância para fazer uns exames, porque primeiro esteve no hospital de Torres Novas” na sequência de um mau estar.

“Ele  sentiu-se mal e o sobrinho que estava com ele é que chamou a ambulância, que o levou para Torres Novas. Quando liguei para o hospital disseram-me que era possível que fosse uma infeção pulmonar”, acrescentou Anabela.

Na terça-feira, a filha refere que contactou o hospital por volta das 19h00 para se inteirar do estado de saúde do seu pai. “Eles disseram-me que ele ia fazer exames, que não valia a pena ir lá porque ainda não se sabia se ele ia ficar internado. Eu perguntei se era preciso ir lá, ao que me responderam que não valia a pena e que caso ele ficasse ou tivesse alta que a família seria contactada”.

“Na quarta-feira passei o dia a ligar, até tenho aqui 17 chamadas que fiz, nunca ninguém me atendeu, ou não estava disponível. Por volta das 18h30, quando fui para ir vê-lo disseram-me que ele tinha tido alta à 00h10”.

A família comunicou o desaparecimento à PSP de Abrantes na quarta-feira. “As autoridades contactaram-me agora, pois têm corrido tudo por aí e já temos a GNR de Ourém também à procura, sendo que nos chegou a informação que alguém lhe deu boleia até aqui”.

No âmbito do desaparecimento do idoso, o Centro Hospitalar do Médio Tejo esclarece hoje o seguinte:

“O doente deu entrada no Serviço de Urgência Básica, na Unidade de Torres Novas, foi avaliado e fez exames de análises e RX. Por ser necessário a realização de uma TAC, o senhor foi encaminhado para o Serviço de Urgências da Unidade de Abrantes, onde realizou o exame solicitado. Após avaliação médica o doente teve alta, pelas 0h10.

No momento da alta foi proposto ao doente que, dado o adiantado da hora, ficasse no hospital essa noite. O doente recusou, pois estava no mesmo serviço uma senhora que se ofereceu para dar boleia ao senhor.

Foi confirmada a existência dessa boleia e, não havendo motivo para reter o doente na unidade Hospitalar de Abrantes contra vontade própria, pois o mesmo estava consciente e manifestou a vontade de ir embora, foi concretizada a alta.

O Centro Hospitalar do Médio Tejo estabeleceu já contacto com as autoridades aguardando as diligências em curso pelas mesmas. Contudo, lamenta o sucedido e manifesta a sua solidariedade à família do senhor”, pode ler-se.

A família pede para ser contactada através do contacto 918 063 042 e agradece toda a informação que possa levar ao encontro de Manuel  Oliveira.