Pesquisar notícia
sábado,
25 set 2021
PUB
Sociedade

Abrantes: D'gustar comemorou 1º aniversário (C/ÁUDIO)

6/10/2020 às 00:00
Partilhar nas redes sociais:
Facebook Twitter

Em 2019, depois da requalificação da Esplanada 1.º de Maio, o antigo posto de turismo abriu novamente as portas como espaço ligado ao turismo, mas de outra forma. Aquele que durante muitos anos tinha sido o posto de turismo de Abrantes teve obras de requalificação e passou a estar destinado a restaurante ou bar.

A propriedade, do Município de Abrantes, foi concessionada e ali abriu a 3 de outubro o D'gustar. Trata-se de um espaço de restauração a funcionar perto do novo posto de turismo, ou Welcome center que teve uma aposta inicial na gastronomia mais típica, ladeada por peixe e marisco fresco.

A Feira de Doçaria Tradicional de Abrantes que se realizou naquele espaço no último fim de semana de outubro foi o grande teste para a Cláudia Forte e para o Carlos Catarino. Quer pelo impulso de clientes que visitaram o evento, quer pela visibilidade que lhes levou.

A casa estava a funcionar, com os ajustes necessários em relação ao projeto ou ideia inicial. Como explicou Carlos Catarino continua a haver uma aposta no peixe fresco, mas tiveram de seguir outros caminhos.

Cláudia Forte diz que no ramo têm de ir um pouco “atrás” dos clientes, como tal, os petisquinhos, passaram a ter presença assídua nas ementas, tanto mais que se o espaço interior não é muito grande, a esplanada triplica ou quadruplica o número de clientes que podem estar no interior do D'gustar. Assim a meteorologia o permita.

Cláudia e Carlos tinham o caminho traçado com as ideias e metas pessoais, mas em março levaram uma “pancada” tal como todos os outros espaços de restauração. O encerramento forçado por causa da pandemia. “Ficamos completamente de queixo caído. Ficamos um bocado a tremer sem saber o que vinha a seguir. Depois do investimento, no arranque de qualquer casa, é muito complicado”, explicou Carlos Catarino. E acrescentou que foram momentos onde pensaram em tudo, dependendo daquilo que seria o tempo de paragem.

Carlos Catarino

Mas o verão foi compensador. Não terá “tapado” os meses do encerramento, da reabertura com os clientes a regressar muito a medo, mas foi, pelo menos, um sinal. Ou um incentivo.

É que Cláudia Forte diz que foi um verão intenso de turistas à volta da Estrada Nacional 2. “Julho e agosto trouxeram muita gente a Abrantes por causa da EN 2. Nunca tinha visto tantos turistas em Abrantes”, justifica Cláudia Forte ao mesmo tempo que aponta para Welcome Center, ali ao lado, e diz que, obviamente, as pessoas procuram o posto de turismo para ter indicações sobre o que fazer, o que visitar. E esta proximidade levou o D'gustar a assumir-se na rede da EN 2 com o carimbo próprio e com os ímanes da Rota.

Cláudia Forte

Para os responsáveis do D'gustar esta presença de turistas, no que terá sido um número muito acima da média ajudou a colmatar os problemas causados pelo coronavírus.

Quanto ao caminho, agora é continuar a trilhar nos objetivos traçados, mas com a preocupação naquilo que o mercado procura. Só dessa forma este tipo de negócio tem futuro.

Qualidade na gastronomia apresentada, sem esquecer a mais típica, como as migas carvoeiras ou uma sopa de couves com feijão.

Para assinalar este primeiro aniversário o D'gustar criou uma tarde de sábado para cantar os parabéns ao espaço e comer uma fatia de bolo, mas acima de tudo para receber alguns fornecedores, autarcas e alguns amigos.

E no D'gustar houve tempo para degustar alguns dos petiscos que habitualmente se podem encontrar no espaço que fica situado no Largo 1.º de Maio, na cidade de Abrantes.