Pesquisar notícia
quinta,
23 set 2021
PUB
Sociedade

Abrantes: CRIA e Grupo de Teatro Palha de Abrantes vão trabalhar em conjunto

23/07/2019 às 00:00
Partilhar nas redes sociais:
Facebook Twitter

O Centro de Recuperação e Integração de Abrantes (CRIA) assinou esta terça-feira, 23 de julho, um protocolo com o Grupo de Teatro Palha de Abrantes (GTPA).

“O Grupo de Teatro Palha de Abrantes vai passar a colaborar connosco na organização, na gestão e na direção do nosso Grupo de Teatro”, começou por dizer o presidente da Direção do CRIA, Nelson de Carvalho.

Depois de se ter procedido à leitura do protocolo, trabalho assegurado pelo Sérgio, um utente da instituição, foi a vez da assinatura entre ambas as partes.

A Teresa, presidente da Comissão de Utentes do CRIA e uma das atrizes do CRIARTE, o Grupo de Teatro do CRIA, fez-se ouvir através do computador para dizer que estavam “muito felizes por terem aceite este desafio para podermos desenvolver o grupo de Teatro do CRIA”.

Helena Bandos, presidente da Direção do Grupo de Teatro Palha de Abrantes, confessou que “há muitos anos que pensava em oferecer os serviços do GTPA para trabalhar aqui, porque nós já colaborámos várias vezes no FNATES (Festival Nacional de Teatro Especial) com espetáculos nossos”.

Disse sentir-se “feliz porque é mais um desafio na minha vida mas não é só um desafio meu mas de todos. E todos estamos, de facto, com vontade de trabalhar convosco”. A presidente do GTPA assumiu que “não vamos fazer maravilhas porque não sabemos fazer maravilhas mas vocês vão fazer maravilhas, não nós”, dirigindo-se diretamente aos utentes do CRIA.

Helena Bandos disse que o GTPA iria “criar condições para que vocês se sintam felizes e realizados. E que quando chegarmos ao Natal, possamos ter já qualquer coisa que se possa ver e que se diga que valeu a pena assinar este protocolo. E quando chegarmos ao FNATES, que saia um espetáculo de que as pessoas digam que o CRIARTE continua a criar arte”.

O presidente do CRIA também usou da palavra para “agradecer a oportunidade que nos dão de crescer. O objetivo da Direção, e desde há muitos anos, foi sempre o de que o Grupo de Teatro é um projeto fundamental e precisa de se desenvolver”.

Nelson de Carvalho também constatou que “às vezes há dificuldades, é verdade. Mas quando há dificuldades nós temos também a obrigação de superá-las por cima para fazer mais e melhor. E daí que, na dificuldade em que estávamos, este convite ao GTPA parecia-nos óbvio. E agradeço à Helena Bandos que, assim que a contactei, disse-nos logo que sim”.

“Estamos agora todos convocados para participar, como sempre participámos, nos trabalhos de expressão artística no âmbito do CRIARTE para fazermos mais, para fazermos melhor, para, eventualmente, entrarmos em projetos com atores e atrizes nossos e atores e atrizes do GTPA. Fazermos coisas juntos”, afirmou o presidente do CRIA.

Nelson de Carvalho disse ainda que “a nossa expetativa com este Protocolo é darmos um grande salto em frente na qualidade e nas possibilidades do trabalho que aqui vamos fazer”.

No final da sessão de assinatura do protocolo, os utentes do CRIA e os membros do GTPA foram convidados a deslocarem-se até ao átrio da instituição onde fizeram alguns exercícios, coordenados por Helena Bandos, e onde terminaram a dançar, para alegria de todos.