20 anos: “Porque todos nós somos ESTA”

Sociedade 2019-10-16

A Escola Superior de Tecnologia de Abrantes (ESTA) está a comemorar 20 anos de existência. A cerimónia que deu início às comemorações, que vão decorrer durante todo o ano letivo, realizou-se esta quarta-feira, 16 de outubro, no auditório da escola.

João Freitas Coroado, presidente do Instituto Politécnico de Tomar, salientou a “resiliência, a dedicação e a comunidade académica que têm permitido o seu funcionamento e o cumprimento da nossa principal missão: preparar profissionais para contribuir para um maior desenvolvimento da região”.

A ESTA “é a mais nova das três unidades orgânicas que constituem o Politécnico de Tomar”. Criada em 1999, “resultou de um conjunto de interesses e esforços, a bem do desenvolvimento da região, que possibilitou que esta unidade orgânica se implantasse em Abrantes”.

O presidente do IPT falou do futuro, do crescimento da escola e da região e afirmou que “em conjunto com o empenho e comprometimento de todos, creio que conseguiremos chegar muito mais longe na nossa região”.

Manuel Jorge Valamatos, presidente da Câmara Municipal de Abrantes, falou da “energia vibrante” que os alunos da escola dão à cidade e também das obras no Parque de Ciência e Tecnologia que irão acolher a ESTA. “Para nós, para a Câmara Municipal, para a nossa comunidade é um honra e um orgulho fazer parte desta família da ESTA. Sentimos que, de facto, esta escola é especial, é muito familiar”.

O presidente disse querer “trabalhar em conjunto para criar as melhores condições para que os vossos objetivos de futuro passem por Abrantes” e confirmou estarem “a trabalhar para concretizarmos a construção das novas instalações da ESTA no Parque de Ciência e Tecnologia”. Manuel Jorge Valamatos falou numa “ambição forte” e num “desejo que partilhamos convosco”.

Sofia Silva Mota, diretora da ESTA desde 2015, falou do orgulho no passado mas da necessidade de terem os olhos postos no futuro. “A ESTA tem 20 anos. São 20 anos de uma instituição de ensino superior que (…) contribuiu para a especialização inteligente, para a promoção e atratividade da região. Uma escola cada vez mais aberta à comunidade e consciente da importância do seu compromisso social e cultural”.

“Orgulhosos do passado” mas “não queremos ficar por aqui”, afirmou a diretora. Para o futuro, Sofia Silva Mota diz que “a ESTA deverá ser capaz de responder aos desafios das nossas sociedades modernas, evidenciando-se como centro de competência de transferência de conhecimento ao nível regional e nacional, propiciando o acesso a uma oferta formativa atual, versátil e em consonância com as necessidades da sua região de influência, ao mesmo tempo que terá de ser suficientemente flexível para se adaptar rapidamente aos novos estímulos e a às mudanças constantes, em benefício do desenvolvimento e da sustentabilidade da região e do país”.

A diretora da ESTA reconhece que “muito trabalho nos espera” mas considera que “com a colaboração de todos nós, estou certa que não haverá desafios que não consigamos superar”.

Ao longo destes 20 anos, foram já 3 mil os estudantes “que confiaram em nós e nos escolheram para os preparar para a sua nova vida de adultos”. Sofia Silva Mota destacou o papel destes estudantes na sociedade e concluiu dando “os parabéns à ESTA e, no fundo, parabéns a todos nós. Porque todos nós somos ESTA”.

A cerimónia que marcou o arranque das comemorações da ESTA terminou com o hino da escola. Professores nas guitarras e alunos nas vozes.

Parabéns ESTA!