Enfermeiros do CHMT em greve por mais reconhecimento da carreira profissional

Saúde 2020-01-28
Hospital de Abrantes - Dr: AL e JA
Hospital de Abrantes - Dr: AL e JA

Os enfermeiros do Centro Hospitalar do Médio Tejo, que abrange os hospitais de Abrantes, Torres Novas e Tomar, vão fazer greve na próxima quinta-feira, dia 30 de janeiro.

A greve foi anunciada pela Delegação Regional de Santarém do Sindicato dos Enfermeiros Portugueses que, em comunicado, dá conta de que vai também realizar-se uma concentração e conferência de imprensa em frente ao Hospital de Abrantes pelas 11h00.

Em comunicado, os enfermeiros justificam esta greve com o facto de, após uma reunião a 23 de janeiro com o conselho de administração do Centro Hospitalar, não ter saído nenhuma solução para os problemas que os profissionais enfrentam.

"[Tal solução] não aconteceu e, mais grave, a administração continua a não querer resolver problemas cuja existência é da sua exclusiva responsabilidade. É o caso de pretenderem prejudicar os enfermeiros com a contabilização de apenas 1 ponto por ano quando a carreira de enfermagem consagra 1,5 pontos", diz a nota.

"Há enfermeiros com 20 anos de exercício profissional que continuarão a não progredir na carreira e, alguns deles até solicitaram para ser avaliados mas por decisão e/ou falta de orientação da administração, não aconteceu", defendem os profissionais que dizem ainda que "paralelamente, aos enfermeiros continua a ser exigido que disponham de mais do seu tempo para garantirem as respostas em cuidados de saúde das populações.

Assim, os enfermeiros decidiram concretizar um dia de greve (que abrange tanto o turno da manhã como o da tarde) na tentativa de pôr fim à situação de "fazer mais com os mesmos sem qualquer contrapartida".

Ana Rita Cristóvão