Dia Mundial da Diabetes – 14 de novembro

Saúde 2018-11-14

O Dia Mundial da Diabetes, é a maior campanha a nível mundial de consciencialização sobre a diabetes. Criado em 1991 pela International Diabetes Federation (IDF) e pela Organização Mundial da Saúde (OMS) como resposta ao aumento alarmante de casos de Diabetes no Mundo, tornou-se, em 2007, dia oficial.

A celebração do Dia Mundial da Diabetes, tem como finalidade chamar a atenção das entidades oficiais, dos profissionais de saúde, da comunicação social e da comunidade em geral para a problemática da Diabetes.

Deste modo, associado às comemorações anuais está um tema, que para o período de 2018/2019 é a “Família e a Diabetes”. Tendo em conta a importância primordial da família na pessoa com Diabetes e as implicações da Diabetes no seio da família, cabendo a esta um papel importante no cuidar e apoiar a pessoa com diabetes.

Apesar da campanha decorrer durante todo o ano, este dia é comemorado a 14 de novembro, para celebrar o aniversário de Frederick Banting, que, juntamente com Charles Best, concebeu a primeira ideia que levou à descoberta da insulina em 1922.

Existem vários tipos de diabetes. Contudo e apesar de a Diabetes Mellitus tipo 2 poder ser evitada, é uma doença em franco crescimento epidemiológico, tanto nos países desenvolvidos como em vias de desenvolvimento. Afeta maioritariamente as pessoas em idades economicamente ativas. Por outro lado, as características da doença, nomeadamente a sua incurabilidade, a necessidade de tratamento e autovigilância glicémica diária, consultas e exames complementares frequentes, aumento de internamentos hospitalares e a capacidade de induzir complicações tardias invalidantes, com inevitável absentismo laboral, surgem como um inerente aumento de gastos económicos a nível dos orçamentos da saúde nacionais e individuais.

A alimentação saudável e a prática regular de atividade física são os fatores mais determinantes na prevenção da diabetes.

A única maneira de travar este crescendo exponencial de perda de anos de vida com qualidade, passa pela prevenção da doença, pelo diagnóstico precoce, pela otimização do seu tratamento e prevenção das complicações.

 

Nuno Barreta

Enfermeiro, Unidade Saúde Publica do ACES Médio Tejo