Covid-19: Hospital de Santarém cria unidade de cuidados intensivos e internamento específicos

Saúde 2020-03-20

O Hospital de Santarém criou uma Unidade de Cuidados Intensivos específica para doentes covid-19, com seis camas e todo o equipamento necessário, e um piso de internamento específico, com 24 camas, disponibilizando um elevador exclusivo para estes doentes.

Em comunicado, o Conselho de Administração do Hospital Distrital de Santarém (HDS) afirma que a atual Unidade de Cuidados Intensivos, com seis camas, e a Unidade de Cuidados Intermédios, com 11 camas, serão ativadas assim que necessário.

A administração do HDS, liderada por Ana Infante, afirma aguardar a entrega pelo fabricante dos testes covid-19, prevendo poder passar a realizá-los internamente a partir de abril.

Por outro lado, foram criadas as condições que permitirão, “muito em breve, fabricar o gel desinfetante necessário” neste hospital, afirma a nota, sublinhando que o HDS tem presentemente equipamento de proteção individual disponível para todo o pessoal.

A nota adianta que o Serviço de Urgência específico para doentes com sintomas de possível infeção pelo coronavírus SARS-COV-2 entrou em funcionamento às 09:00 de hoje, estando localizado na área da consulta externa do Hospital, devidamente identificado com a placa "COVID-19".

“A nova Urgência irá funcionar com uma equipa de recursos humanos dedicada de forma a prestar os melhores cuidados de saúde à população”, sublinha.

O Hospital solicita que se dirijam a esta zona ”todos os doentes referenciados pela Saúde24, Cuidados de Saúde Primários, INEM/CODU, quer se dirijam pelos seus próprios meios ou transportados por bombeiros, com queixas sugestivas de infeção com o vírus (febre, tosse, dificuldade respiratória)”.

O comunicado lembra que foi criada, a nível nacional, uma Linha de Apoio Psicológico para profissionais, doentes e famílias em isolamento.

Tendo em conta encontrar-se em Plano de Contingência devido à pandemia do novo coronavírus, o hospital colocou em regime de teletrabalho todos os trabalhadores cujas atividades o permitam, cancelou todas as ações de formação e estágios profissionais, bem como as visitas e acompanhantes aos doentes internados.

O bar existente na entrada principal do edifício foi encerrado, mantendo-se em funcionamento tanto o bar como o refeitório do pessoal, “com todas as medidas preventivas adequadas”.

O HDS mantém em funcionamento a atividade urgente e prioritária, tendo cancelado toda a atividade clínica programada relativa a consultas, cirurgias e meios complementares de diagnóstico e terapêutica.

Na urgência, todos os doentes com triagem de cor branco, verde e azul são encaminhados para os Centros de Saúde respetivos, existindo um espaço autónomo dedicado exclusivamente a doentes covid-19.

“O Hospital e os seus profissionais encontram-se empenhados no tratamento dos seus utentes, contribuindo com o seu esforço e saber para minimizar os efeitos nefastos desta pandemia”, frisa o comunicado.

Pedindo “a compreensão da população nesta fase particularmente difícil”, o HDS pede aos seus utentes “potencialmente infetados com coronavírus” que, antes de recorrerem ao Hospital, contactem a linha SNS24 - 808 24 24 24.