CHMT avança com Hospitalização Domiciliária Pediátrica e Reabilitação Cardiorrespiratória

2021-04-07

Dois novos projetos, implementados recentemente no Centro Hospitalar do Médio Tejo, na Unidade Hospitalar de Torres Novas, foram apresentados, no passado dia 5 de abril. Pedro Ferreira, presidente da Câmara Municipal de Torres Novas, esteve na Unidade Hospitalar onde conheceu a equipa do Serviço de Pediatria do CHMT afeta ao programa da Unidade Hospitalização Domiciliária Pediátrica. Na mesma ocasião, o presidente da autarquia de Torres Novas, visitou a nova Unidade de Reabilitação Cardiorrespiratória.

O Centro Hospitalar do Médio Tejo, EPE, iniciou no passado dia 22 de março, o programa pioneiro no país de Unidade de Hospitalização Domiciliária Pediátrica.

A Unidade de Hospitalização Domiciliária Pediátrica é assegurada por uma equipa multidisciplinar de profissionais de saúde, médicos especialistas em Pediatria, enfermeiros especializados e assistente social. Esta modalidade apresenta-se como uma alternativa ao internamento hospitalar convencional, proporcionando assistência contínua e coordenada às crianças e jovens que cumpram um conjunto de critérios clínicos, sociais e geográficos que permitem a sua hospitalização no domicílio.

Recorde-se que este programa representa, a exemplo do que acontece com a Unidade de Hospitalização Domiciliária de adultos, “uma nova fase de prestação de cuidados de saúde cada vez mais humanizados, no sentido em que os doentes poderão ser assistidos nos seus domicílios, procurando assim que o episódio de internamento domiciliário, que se efetiva dentro da casa do próprio doente, implique o menos possível com a sua dinâmica familiar e, também, com o seu conforto”, afirmou Carlos Andrade Costa, presidente do Conselho de Administração do CHMT, enfatizando ainda "o impacto que esta nova hospitalização domiciliária tem no agregado familiar da criança e do jovem, evitando também que os seus progenitores abandonem o domicilio para acompanhar o internamento hospitalar do filho ou filha. O impacto nas dinâmicas familiares é enorme e muito positivo".

A Unidade de Hospitalização Domiciliária Pediátrica responde a critérios clínicos muito específicos que visam salvaguardar quer a segurança clínica do doente, quer a segurança assistencial dos profissionais de saúde.

Para além do internamento no domicílio, o Serviço de Pediatria do Centro Hospitalar do Médio Tejo tem em curso uma outra modalidade assistencial, iniciada também a partir do dia 22 de março: a consulta de intervenção domiciliária. Com este programa, o Serviço de Pediatria desloca-se a casa das crianças e ou adolescentes efetuando atos clínicos e assistenciais a doentes com doenças crónicos, que desta forma evitam deslocar-se ao Hospital e ainda permite aumentar o apoio aos pais em contexto domiciliário.

Na Unidade Hospitalar de Torres Novas do CHMT, irá iniciar atividade muito brevemente a novíssima Unidade de Reabilitação Cardiorrespiratória.

Uma Unidade que está já equipada com um vasto conjunto de equipamentos de última geração e que vem dar um outro tipo de resposta a doentes com doenças respiratórias crónicas e a doentes de reabilitação cardíaca.