Abrantes: Já entrou em funcionamento a nova sala da Urgência do Hospital

Saúde 2019-01-23

A nova sala do Serviço de Urgência Médico-cirúrgica, na Unidade Hospitalar de Abrantes, entrou esta terça-feira, dia 22 de janeiro, em funcionamento. Com capacidade para 14 macas e 4 cadeirões, este espaço está preparado para duplicar a sua capacidade de acolhimento de doentes, em momentos de contingência, sem que isso altere a dinâmica de funcionamento do Serviço.

Este novo espaço, um investimento que ronda os 400 mil euros, do Serviço de Urgência é “um primeiro passo, tecnicamente necessário, que antecede a grande reconversão da Urgência Médico-cirúrgica do CHMT, EPE”, referiu Carlos Andrade Costa, presidente do Conselho de Administração do CHMT, EPE.

Para além dos cerca de 400 mil euros em obra, foram ainda investidos cerca de 100 mil euros em equipamento, a que se juntou também a Liga de Amigos do Hospital de Abrantes, que adquiriu oito das macas novas que equipam este espaço.

Carlos Andrade Costa salientou ainda que neste novo espaço “melhoramos as condições de conforto para os doentes, mas também asseguramos as melhores condições de segurança para a prática clínica”, afirmou o presidente do Conselho de Administração do Centro Hospitalar do Médio Tejo.

Maria do Céu Albuquerque, presidente da Câmara de Abrantes congratulou-se “por chegar ao pico da gripe com outras condições para acolher os nossos utentes e ficamos expectantes com aquilo que o futuro próximo nos vai trazer”, disse lembrando “que esta grande urgência serve a comunidade do Médio Tejo, a comunidade abrantina evidentemente, mas também uma comunidade que é muito próxima e que recorre à nossa urgência, nomeadamente o Alto Alentejo e a Beira Baixa”.

A presidente da Câmara Municipal lembrou também que está em curso a instalação da Unidade de Cuidados na Comunidade (UCC) no 1º piso da antiga Casa de Saúde, “libertando uma parte significativa do edifício do hospital para instalar parte da consulta externa e para permitir que a Urgência possa ser expandida e servir com qualidade os utentes da Urgência”.

Luís Pisco, presidente da ARS-LVT sublinhou o que tem sido feito em conjunto com a autarquia e o Conselho de Administração deixando “uma palavra de agradecimento aos profissionais de saúde que têm trabalhado em condições que nem sempre são muito boas, nomeadamente aqui nas Urgências, e fizeram-no sempre com muita competência, profissionalismo e empenho e é ótimo podermos ter melhores condições para os profissionais cumprirem a sua missão e também mais conforto para os cidadãos”.

As equipas médicas e de enfermagem, presentes na abertura oficial, destacaram as condições, os novos materiais e, principalmente, a luz solar da sala. A médica Ana Rita Mendes e as enfermeiras Angela Lopes e Piedade Pinto deram conta das mudanças e destacaram o facto de agora haver “a luz natural”.

Estamos a dar melhores condições à equipa que trabalha aqui e aos doentes que assistimos. Quer em termos de espaço, quer de luz natural que, para mim, é quase fundamental”, referiu Ana Rita Mendes. A médica lembrou que “são muitas as horas que as equipas e os doentes vivem aqui dentro e, por vezes, perdem a noção do dia e da noite. Ter luz natural é uma mais valia”.

A Urgência Médico-cirúrgica do Hospital de Abrantes tem agora uma nova sala de observação clínica, com espaço para 14 doentes que, em caso de necessidade, está preparada para acolher o dobro.