ÚLTIMA HORA: Primeiro caso de Covid-19 no Médio Tejo confirmado em Tomar (C/ÁUDIO)

Região 2020-03-17

Foi detetado um primeiro caso de Covid-19 na região do Médio Tejo esta terça-feira.

Trata-se uma mulher, ainda jovem, funcionária na Câmara Municipal de Tomar, e que estava a ser acompanhada desde a semana passada por apresentar sintomas.

A informação foi confirmada à Antena Livre pela Delegada de Saúde Maria dos Anjos Esperança que indicou que está ligada a uma das cadeias de contágio ligadas aos casos do norte do país. A doente está bem e vai ser transferida para um dos hospitais de referência para receber doentes com COVID-19. “Não será para Abrantes, apesar de estar tudo preparado para receber doentes, para já ainda estão a ser transferidos pelo INEM para Lisboa ou Coimbra, onde estão os hospitais de referência para esta pandemia”. Maria dos Anjos Esperança reforçou a informação de que os hospitais do Médio Tejo estão preparados para receber doentes, mas que os mesmo ainda estão a ir para os que já foram acionados.

Maria dos Anjos Esperança, delegada de Saúde Pública no ACES Médio Tejo

Neste momento a unidade de Saúde Pública já identificou os contactos todos desta senhora para serem seguidos. “Estamos a fazer todos os passos nestas situações e acreditamos que as pessoas (os contactos desta senhora infetada) vão cumprir o que lhes é recomendado”, vincou a responsável de Saúde Pública do ACES Médio Tejo. O isolamento e a quarentena são os passos a dar nestes casos e sem alarmismo acrescentou Maria dos Anjos Esperança.

Um primeiro caso nesta região vem trazer mais algum receio na comunidade e até algum alarmismo, pelo que o conselho é “a responsabilidade é nossa. Temos nas nossas mãos a forma de evitar que os casos positivos e a transmissão se faça”, garantiu a delegada de Saúde Pública referindo todos os conselhos para estas situações. Ficar em casa, garantir a distância social, não tossir, lavar as mãos, desinfetar as mãos e as superfícies...

“São hábitos que ainda não temos, mas temos de aprender rapidamente. Não levar as mãos à boca ou aos olhos”, são outros conselhos de Maria dos Anjos Esperança.

No Médio Tejo está tudo preparado para o que aí vem, quer os centros de saúde, quer os hospitais.

“Todos sabemos que isto não fica por caso, dois ou três. Vamos ter muitos casos. Vamos ter mortos. Mesmo com todas as dificuldades que possamos ter vamos enfrentar isto”, concluiu Maria dos Anjos Esperança.

Recorde-se que ontem o RAME (Regimento de Apoio Militar de Emergência) e a Proteção Civil de Abrantes instalaram três tendas junto à urgência do Hospital de Abrantes. Serão aqui que irão funcionar as unidades de pré-triagem de doentes que possam estar infetados com o coronavírus.