Pesquisar notícia
sábado,
18 set 2021
PUB
Região

STEAMPUNK regressa ao Entroncamento. Museu Nacional Ferroviário recebe Festival Vapor

26/09/2019 às 00:00
Partilhar nas redes sociais:
Facebook Twitter

O Museu Nacional Ferroviário, no Entroncamento, recebe a 27,28 e 29 de setembro a segunda edição do Festival Vapor - A Steampunk Circus, um evento que, no ano passado, garantiu a presença de mais de 4000 visitantes.

À semelhança do que se passa a nível internacional, o tema do Steampunk já move multidões. Desde as tribos mais puristas aos adeptos ocasionais, dos movimentos ecodirecionados aos vanguardistas, das produções artísticas alternativas ao simples entretenimento familiar, todos encontram o seu lugar nesta viagem salpicada de imaginação aos primórdios da Revolução Industrial.

Mais uma vez, cenário é perfeito: grandes máquinas, muitas da época da tecnologia a vapor, e edifícios industriais totalmente preservados acolhem um programa diversificado de música, cinema, jogos, conversas, workshops, exposições e desfiles, sempre inspirado no estilo retro em que a tecnologia moderna avança a partir da maquinaria a vapor.

Os três dias do Festival garantem animação para todos, entre Crafts Fair Steampunk, um Carrocel vitoriano, passeios de minicomboio e de quadriciclos ferroviários, jogos de tabuleiro, duelos, modelismo ferroviário e street food.

No dia 27 de setembro, os pontos altos acontecem com o espetáculo “A Viagem” pelos Custom Circus e a inauguração de duas exposições - os “Os Herdeiros do Apokalipse” e “Pequena Fábrica de Autómatos”.

No dia 28 de setembro, há animação pela manhã, com Kumpania Algazarra, que começa nas ruas da cidade, animação pela Liga Steampunk Lisboa, workshops e conversas sobre moda steampunk, duelos de nerfs e sessões de cinema com a curadoria de Lisbon Motorcycle Film Fest. A noite termina em grande, com o concerto dos Cais Sodré Funk Connection.

O último dia de Festival, 29 de setembro, conta com uma exposição de automóveis clássicos, organizada pelo Clube Português de Automóveis Antigos, cinema workshops, duelos, um desfile de cosplay e muito mais.

O Festival encerra com um concerto do músico de raízes punk que toca a tradicional viola campaniça como não há igual – O Gajo.

 A entrada no museu e no festival é gratuita.