Santarém: Suspeito de violência doméstica preso preventivamente

Região 2019-05-16

O Ministério Público promoveu a alteração das medidas de coação decretadas em fevereiro a um homem detido por suspeita de violência doméstica, que vai ficar a aguardar o desfecho da investigação em prisão preventiva.

Em comunicado divulgado hoje, a Procuradoria da Comarca de Santarém afirma que o homem, de 31 anos, tinha sido proibido, em fevereiro, de manter qualquer contacto com a vítima, tendo ficado com vigilância eletrónica e obrigado a tratamento a dependência de consumo de estupefacientes.

Ficou ainda proibido de aquisição e uso de armas e da obrigação da entrega as armas que eventualmente possuísse e que pudessem favorecer a prática de novos crimes.

Apesar disso, o arguido continuou a contactar a vítima por telefone pertencente à sua mãe e aproximou-se da ofendida por diversas vezes, pelo que o Ministério Público requereu novo interrogatório com vista à alteração das medidas de coação face à violação consciente e dolosa das anteriores medidas”, afirma a nota.

Lusa