Pesquisar notícia
segunda,
20 set 2021
PUB
Região

Covid-19: Região está quase toda em risco muito elevado e extremo de contágio

25/01/2021 às 17:05
Partilhar nas redes sociais:
Facebook Twitter

Os índices de risco de transmissibilidade do coronavírus estão a piorar e as medidas de confinamento ainda não fizeram baixar os números. O mapa do distrito e da região envolvente está cada vez mais no vermelho com o risco de contágio extremamente elevado (acima de 960 casos por 100 mil habitantes) a dominar.
De acordo com o mapa da Direção-Geral da Saúde, divulgado hoje e que analisa as novas infeções registadas no período de 5 a 18 de janeiro a situação é preocupante como se pode ver no quadro que publicamos. Ferreira do Zêzere é o concelho com o valor mais elevado de novas infeções, com 3355 novos casos.

De referir ainda que os laboratórios que fazem testes ao coronavírus não têm mãos a medir com a quantidade de marcações que estão a ter, fruto dos casos que têm surgido e que criam, por si, as cadeias de contágio.

Só este domingo o Médio Tejo, área de saúde, que engloba 11 concelhos apresentou mais 235 infetados e a autoridade de saúde tem em vigilância ativa quase um milhar de pessoas. É um número que tem sido mais ou menos constante nas últimas duas semanas, que quer dizer que entre as que entram e as que saem do período de confinamento os números continuam muito altos.

Proença-a-Nova 384
Sardoal 454
Vila de Rei 391
   
   
Abrantes 871
Alpiarça 680
Cartaxo 709
Chamusca 881
Coruche 927
Golegã 854
Oleiros 620
Vila Nova da Barquinha 710
   
   
Alcanena 1569
Almeirim 1783
Benavente 1644
Constância 1042
Entroncamento 1354
Ferreira do Zêzere 3355
Gavião 1073
Mação 1851
Mora 1353
Nisa 2508
Ourém 1796
Ponte de Sor 1667
Rio Maior 1752
Salvaterra de Magos 1343
Santarém 1398
Sertã 1441
Tomar 2025
Torres Novas 1629

Não há concelhos na região no índice mais baixo, de zero a 240 casos por 100 mil habitantes, e a amarelo (240 a 480 casos por 100 mil habitantes) encontram-se apenas os concelhos de Sardoal (índice 454) e Proença-a-Nova (384) e Vila de rei (391).
Depois em risco muito elevado (480 a 960 casos por 100 mil habitantes) representado pelo laranja encontramos Abrantes (871), Alpiarça (680), Cartaxo (709), Chamusca (881), Coruche (927), Golegã (824), Oleiros (629) e Vila Nova da Barquinha (710).
No nível vermelho, o mais elevado e que representa os concelhos com mais de 960 casos por 100 mil habitantes entre 5 e 18 de janeiro encontramos os seguintes concelhos: Alcanena (1569), Almeirim (1783), Benavente (1664), Constância (1042), Entroncamento (1354), Ferreira do Zêzere (3355), Gavião (1073), Mação (1851), Mora (1353), Nisa (2508), Ourém (1796), Ponte de Sor (1667), Rio Maior (1752), Salvaterra de Magos (1343), Santarém (1398), Sertã (1441), Tomar (2025) e Torres Novas (1629).