PS questiona Governo requalificação da Estrada Nacional 238 na Sertã

Região 2019-12-03

O PS questionou o Governo sobre a requalificação da Estrada Nacional (EN) 238, na Sertã, distrito de Castelo Branco, sublinhando que as derrocadas de terrenos têm provocado o corte daquela estrada por diversas vezes e por longos períodos.

Na pergunta dirigida ao Ministro das Infraestruturas e Habitação, a que a agência Lusa teve acesso, os deputados socialistas Hortense Martins, Hugo Costa, Joana Bento e Nuno Fazenda lembram que a EN 238 "constitui a principal ligação rodoviária da Sertã (Castelo Branco) a Ferreira do Zêzere e Tomar (ambos no distrito de Santarém), sendo muito utilizada por veículos de transportes de mercadorias e também de passageiros", tendo um "papel fundamental para o desenvolvimento socioeconómico desta região interior do País, nomeadamente no 'cluster' agroflorestal como uma ligação privilegiada ao pinhal".

Os eleitos do PS lembram que aquele percurso rodoviário de montanha é "demasiadas vezes (...) perturbado por derrocadas de terrenos, consequência de invernos rigorosos e da ausência de vegetação, (...) acontecimentos que provocam o corte de estrada, por diversas vezes, por longos períodos que não se compadecem com a necessidade de circulação diária".

Na pergunta dirigida ao Governo pode ler-se ainda que "os eleitos do PS, os autarcas, as populações e os empresários da região que a EN238 serve há muito que defendem uma intervenção profunda, de requalificação do traçado existente, para segurança de mais de cinco mil utentes por dia e para o fomento e manutenção de mais de 1.500 postos de trabalho".

Sublinhando que a EN 238 "é uma das principais vias de escoamento de madeiras e material lenhoso, que tem contribuído, positivamente, para a economia desta zona", os deputados dizem que o distrito de Castelo Branco tem "mais de 600 mil hectares e mais de 330 mil são de floresta pura", pedindo respostas urgentes ao Governo para a resolução do problema.

Nesse sentido, questionam o ministro da tutela, Pedro Nuno Santos, se "existe algum mapeamento de pontos críticos na EN238" e o "que se pretende fazer, para de forma urgente evitar a repetição destes desmoronamentos", procurando ainda saber, em caso afirmativo, se está planeada uma intervenção na EN238 e se está prevista, e para quando, a correção do traçado.

Os deputados do PS questionam ainda "em que moldes será feita essa intervenção", se "será faseada ou será uma empreitada para todo o troço", alertando para, em alguns pontos , a existência de abatimentos da plataforma, devido a alguns pontos dessa estrada estarem a ficar "descalços", depois de uma intervenção em 2014.

Lusa