Médio Tejo soma mais 16 casos positivos e Abrantes mais 7 (C/ÁUDIO)

2020-04-03

Os dados são desta sexta-feira, dia 3, o Médio Tejo subiu mais 16 casos positivos de COVID-19, passou para 61 pacientes infetados. No Boletim Epidemiológico desta sexta-feira da unidade de Saúde Pública do Médio Tejo também as vigilâncias deram um salto, natural, por via destes novos casos, passaram agora a ser 332. As vigilâncias passivas são 159 e as pessoas contactadas pela Saúde Pública nesta região passaram a 612. Há a registar 87 altas do isolamento profilático, ou seja, a quarentena.

Abrantes registou esta sexta-feira mais 7 casos confirmados, passando agora a ter 15 casos positivos.

Depois há aumentos em Ourém que soma mais 4 situações de COVID-19, passando a 16 pacientes; Torres Novas aumenta mais 2 passando a ter 8 casos; e há ainda a registar mais 1 caso nos concelhos de Alcanena (5), em Ferreira Zêzere (2), e Barquinha (3).

Maria dos Anjos Esperança lamenta esta subida maior do que o que se tem registado que em parte também podem estar ligados ao fato de alguns resultados aos testes ao novo coronavírus não estarem a ser imediatos, dentro daquilo que seriam as necessidades. Mas alertou novamente para que as pessoas não recorram a testes rápidos que andam no mercado e que não estão acreditadas no Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge.

Sobre as linhas de contacto de todos estes novos doentes a delegada de saúde diz estar a ser um trabalho complicado porque, como há mais casos, ainda não conseguiram fazer todas as ligações de todos estes novos casos positivos.

Depois de uns dias de chuva, estes dois dias de sol têm levado as pessoas a sair mais de casa, para parques ou supermercados. Maria dos Anjos faz o pedido de sempre “fiquem em casa” e conclui a dizer que “eu não gosto nada de chuva, mas gostava que agora chovesse todos os dias”.

No ACES Médio Tejo há ainda a lamentar dois óbitos (Alcanena e Tomar)

Maria dos Anjos Esperança, Delegada de Saúde ACES Médio Tejo 

De referir que dados de ontem, quinta-feira dia 2 de Abril, o distrito de Santarém apresentava 160 casos positivos de COVID-19Benavente com 35 infeções é o concelho mais afetado, seguindo-se Santarém com 34, Almeirim com 19 e Cartaxo com 15 situações. O concelho de Chamusca que na Lezíria do Tejo era o único sem casos positivos teve hoje a primeira situação de COVID com a confirmação a ser feita pela Câmara Municipal.

O ACES Médio Tejo aglutina os concelhos de Abrantes, Alcanena, Constância, Entroncamento, Ferreira do Zêzere, Mação, Ourém, Sardoal, Tomar, Torres Novas e Vila Nova da Barquinha.

Vila de Rei e Sertã são dois concelhos que pertencem à Comunidade Intermunicipal do Médio Tejo, mas que na área da Saúde dependem de Castelo Branco, nomeadamente do Agrupamento de Centros de Saúde do Pinhal Interior Sul, que monitoriza estas situações.

 

Portugal registou hoje 246 mortes associadas à covid-19, mais 37 o que na quinta-feira, e 9.886 infetados (mais 852), segundo o boletim epidemiológico divulgado pela Direção-Geral da Saúde (DGS).

De acordo com os dados da DGS, há 9.886 casos confirmados, mais 852, um aumento de 9,4% face a quinta-feira.

Nesta altura, 5392 pessoas aguardam o resultado do teste, e 22556 em vigilância e contacto com as autoridades.

Dos infetados, 1.058 estão internados. Destes, 245 estão em Unidades de Cuidados Intensivos (UCI).