Pesquisar notícia
terça,
21 set 2021
PUB
Região

Médio Tejo com mais três infetados um deles em Abrantes

12/04/2020 às 00:00
Partilhar nas redes sociais:
Facebook Twitter

O Médio Tejo tem mais três casos de infeções com a doença COVID-19, provocada pelo novo coronavírus, passando agora a somar 106 doentes. Segundo o Boletim Epidemiológico do ACES Médio Tejo deste domingo de Páscoa há a registar um novo caso em Abrantes (que passa a ter 17 doentes) e dois em Ourém (que passa a ter 31 situações). Também é em Ourém que aumentam neste domingo as vigilâncias ativas, com mais cinco residentes naquele concelho a fazer subir o total das 489 de ontem para 494 no dia de hoje.

Os restantes concelhos mantêm os mesmos valores registados: Alcanena (9), Constância (1), Entroncamento (3), Ferreira do Zêzere (2), Mação (1), Sardoal (1), Tomar (15), Torres Novas (20) e Vila Nova da Barquinha (6).

Já no que diz respeito às vigilâncias passivas subiram de276 para 314 situações, mais 38 do que as registadas ontem. Os contactos da saúde pública também subiram dos 935 para os 975 e as altas da vigilância de 187 pessoas para 201.

O Médio Tejo continua a registar dois óbitos, um em Alcanena e um em Tomar.

O ACES Médio Tejo aglutina os concelhos de Abrantes, Alcanena, Constância, Entroncamento, Ferreira do Zêzere, Mação, Ourém, Sardoal, Tomar, Torres Novas e Vila Nova da Barquinha.

Vila de Rei e Sertã são dois concelhos que pertencem à Comunidade Intermunicipal do Médio Tejo, mas que na área da Saúde dependem de Castelo Branco, nomeadamente do Agrupamento de Centros de Saúde do Pinhal Interior Sul, que monitoriza estas situações.

Nestes dois concelhos havia a registar na sexta-feira um caso positivo em Vila de Rei e dois na Sertã.



Portugal com 504 mortos e 16.585 infetados

Portugal regista hoje 504 mortos associados à covid-19, mais 34 do que no sábado, e 16.585 infetados (mais 598), indica o boletim epidemiológico divulgado pela Direção-Geral da Saúde (DGS).

O relatório da situação epidemiológica, com dados atualizados até às 24:00 de sábado, indica que a região Norte é a que regista o maior número de mortos (280), seguida pelo Centro (120), pela região de Lisboa e Vale Tejo (91) e do Algarve, com nove mortos.

O boletim dá hoje conta de quatro óbitos nos Açores.