Pesquisar notícia
domingo,
16 mai 2021
Região

Médio Tejo com mais 6 casos positivos, diminui vigilâncias e coloca 8 turmas de escola de Abrantes em confinamento (C/ÁUDIO)

29/04/2021 às 16:48
Partilhar nas redes sociais:
Facebook Twitter

A Região do Médio Tejo, na área da saúde, tem nesta quinta-feira mais seis novos infetados com o coronavírus, o que eleva o total acumulado de casos para 12 853. Estes seis novos casos estão registados pelos laboratórios em Abrantes (4) e Sardoal (2). De acordo com a autoridade de Saúde Pública 8 turmas (cerca de 160 alunos do 5.º e 6.º anos), 16 professores e 16 auxiliares da Escola Solano de Abreu foram colocados em confinamento devendo fazer testes PCR entre hoje e amanhã. O confinamento está decretado até ao dia 11 de maio.

Há a registar mais 9 recuperações no concelho de Ourém elevando o total de pessoas que ultrapassaram a infeção para 12 404. O número de óbitos mantém-se nos 378. Desta forma, nesta quinta-feira dia 29 de abril, o Médio Tejo tem 71 casos ativos de infeção provocada pelo SARS-Cov-2 em Abrantes (37), Alcanena (2), Entroncamento (4), Mação (4), Ourém (5), Sardoal (5), Tomar (12) e Torres Novas (2). Os concelhos de Constância, Ferreira do Zêzere e Vila Nova da Barquinha não têm qualquer caso ativo.

Já no que diz respeito a vigilâncias ativas há a registar menos 38 pessoas em confinamento do que as indicadas no relatório epidemiológico desta quarta-feira. O seja, os 11 concelhos do Médio Tejo têm agora 326 pessoas em confinamento por contacto com infetados em Abrantes (195), Constância (3), Entroncamento (7), Ferreira do Zêzere (1), Mação (10), Ourém (14), Sardoal (20), Tomar (77), Torres Novas (7) e Vila Nova da Barquinha (2). O concelho de Alcanena é o único que não tem qualquer cidadão em confinamento.

A Unidade de Saúde Pública do Médio Tejo (USPMT) decretou o confinamento a oito turmas da Escola Solano de Abreu, em Abrantes, numa decisão conhecida esta quarta-feira.

De acordo com a informação apurada pela Antena Livre o confinamento foi decretado a população escolar do 2º ciclo da Escola Solano de Abreu, ou seja, alunos e professores.

De acordo com a informação apurada pela Antena Livre o confinamento foi decretado a população escolar do 2º ciclo da Escola Solano de Abreu, ou seja, alunos e professores.

Este confinamento começou esta quinta-feira, 29 de abril, e terminará a 11 de maio.

Em causa estão oito turmas, quatro do 5.º ano e outras quatro do 6.º ano de escolaridade, assim como os professores que dão aulas a estas turmas.
A Antena Livre sabe que estão em causa quatro alunos que testaram positivo ao SARS-Cov-2 nos últimos dias, sendo dois de uma turma do 6.º ano e outros dois de duas turmas do 5.º ano.

Como a escola tem o seu plano de contingência assente na existência de bolhas isoladas umas das outras, a bolha onde ocorreram estes casos teve a ordem da autoridade de saúde para confinamento sem atividades presenciais.

Nesta medida a escola vai, para estas turmas, avançar com o ensino à distância por forma a manter as atividades letivas, assim como os professores que vão ficar em confinamento irão lecionar a partir de casa.

Ainda de acordo com a Saúde Pública do Médio Tejo todos os alunos e professores vão fazer dois testes PCR para deteção do vírus, sendo que um será entre hoje e amanhã e o segundo deverá ser feito antes do dia 11, ou seja, antes do regresso às atividades letivas presenciais.

Jorge Costa, diretor do Agrupamento n.º 1 de Abrantes confirmou esta situação e diz que as medidas preconizadas pela saúde pública entraram hoje em vigor.

Jorge Costa, diretor Agrupamento n.º 1 de Abrantes

De notar que apenas estas oito turmas da Solano de Abreu entraram hoje em confinamento, não havendo qualquer ligação com as turmas dos 5.º e 6.º ano da escola D. Miguel de Almeida (antigo ciclo) que pertencem ao mesmo agrupamento.