COVID-19: Médio Tejo com 15 casos positivos e 127 vigilâncias ativas (C/ÁUDIO) - ATUALIZADA

Covid-19 2020-03-26

O Médio Tejo tem agora registo de 15 casos de testes positivos à COVID-19, mais três que os verificados ontem, quarta-feira. Às 17:30 desta quinta-feira no agrupamento de Saúde do Médio Tejo, confirmado pela Antena Livre, estavam 127 pessoas em vigilância ativa, 67 em vigilância passiva (autoisolaram-se), e 49 altas dos dos períodos de isolamento profilático dos 14 dias. Há a lamentar duas mortes ocorridas esta quarta-feira, já divulgadas, uma em Alcanena e outra em Tomar.

Assim, de acordo com a Saúde Pública do Médio Tejo hoje há mais um caso em Tomar, outro em Ourém e outro em Torres Novas, que tem deste modo a sua primeira ocorrência.

Maria dos Anjos Esperança explicou que estes são os números que vão chegando e que são enviados para a Direção-Geral da Saúde, embora não estejam ainda colocados na aplicação informática deste organismo.

Quanto à razoabilidade dos números no Médio Tejo a responsável pela unidade de Saúde Pública afirmou não se sentir à vontade para manifestar satisfação pelo que lhe chega porque aquilo que vê na rua é que as pessoas continuam a circular, a conversar, como se estivéssemos numa situação quase normal. “Eu acho que as pessoas ainda não assumiram que isto é uma situação grave, que é uma situação perigosa, que pode haver muitos mortos, que pode haver muitas pessoas doentes”, disse a médica acrescentando que “venho para o serviço muito cedo por isso não vejo muitas pessoas. Mas quando, a meio da manhã, vou ali buscar um café ao take away vejo muitas pessoas na rua. E pior, vejo pessoas paradas a conversar. Não podemos facilitar de maneira nenhuma”.

Neste contexto a profissional de Saúde Pública vinca a ideia “vamos zelar por nós. Porque se zelarmos por nós estamos a zelar pelos outros” e acrescenta, sem alarmismo, a gravidade disto que estamos a viver:“ sigam todas as medidas. Tenham medo porque isto pode ser muito grave”.

E depois a mensagem de todos os dias “fiquem em casa. Lavem as mãos”.

Maria dos Anjos Esperança, Saúde Pública ACES Médio Tejo

O ACES do Médio Tejo abrange os concelhos de Abrantes, Alcanena, Constância, Entroncamento, Ferreira do Zêzere, Mação, Ourém, Sardoal, Tomar, Torres Novas e Vila Nova da Barquinha.

 

Vila de Rei mantém um caso positivo

Em Vila de Rei há a registar um caso confirmado, desta quarta-feira, dia 25 de março. Trata-se de uma mulher de 36 anos que vila na sede de concelho e que está a fazer o processo de cura na residência. Na sequência deste caso positivo o ACES do Pinhal Interior Sul está a acompanhar três familiares desta mulher que vivem em Amendoa, no concelho de Mação. Como são pessoas idosas e no processo de vigilância ativa não podem sair de casa o Município de Mação já está a acompanhar as necessidades destes seus munícipes.

Vila de Rei e Sertã são dois concelhos que pertencem à Comunidade Intermunicipal do Médio Tejo, mas que na área da Saúde dependem de Castelo Branco, nomeadamente do Agrupamento de Centros de Saúde do Pinhal Interior Sul, que monitoriza estas situações.