Médio Tejo: 243 pessoas em vigilância e mais dois casos positivos em Tomar

2020-07-27

Há mais dois casos positivos de pessoas infetadas com o coronavírus no concelho de Tomar que passa assim a ter um total de 83 pessoas com a infeção provocada pelo SARS-COV-2 enquanto que o Médio Tejo soma 390 casos acumulados.

O relatório epidemiológico do Agrupamento de Centros de Saúde (ACES) do Médio Tejo desta segunda-feira apresenta mais 38 situações de vigilâncias ativas contra 14 altas do isolamento profilático. Nesta segunda-feira são 243 pessoas que têm o dever de confinamento até estarem autorizadas pela delegada de saúde a poderem regressar à sua vida normal.

Nesta segunda-feira os casos de vigilância ativa são nos concelhos de Abrantes (43, que tem um aumento de mais 16 pessoas nesta situação), Alcanena (8), Entroncamento (34), Ferreira do Zêzere (16), Mação (1), Ourém (29), Tomar (70), Torres Novas (27) e Vila Nova da Barquinha (15).

Maria dos Anjos Esperança lamenta, contudo, o comportamento das pessoas que desrespeitam as normas que deveriam seguir. Porque fazem jantaradas, porque não respeitam os confinamentos a que estão obrigadas, porque entram nos espaços públicos sem máscaras e, nalguns casos, desrespeitam as indicações das autoridades.

A coordenadora da Unidade de Saúde Pública do Médio Tejo defendeu, esta tarde, à Antena Livre que as coimas deveriam ser aplicadas no valor máximo a quem não respeita os deveres de confinamento e, com isso, põe em risco a comunidade. A responsável Médio diz que este fim de semana, derivado a todos os contactos relacionados com o surto de Tomar, tiveram de chamar as autoridades policiais a várias situações de incumprimento. Uma situação que está a colocar em risco a comunidade do Médio Tejo e que deixa agastados os médicos de saúde pública que, assim, não conseguem estancar os contágios. E a médica acrescenta que tem de ser a consciência das pessoas a funcionar até porque não há um polícia para por em cada esquina.

A autoridade de Saúde do Médio Tejo já confirmou à Antena Livre que esta semana todos os trabalhadores da Ribasabores que tiveram o teste negativo vão repetir o mesmo enquanto a empresa está a ser desinfetada. Após serem conhecidos os resultados deste segundo teste será então avaliada a possibilidade de a empresa poder voltar a laborar.

Pelo menos 14 dos trabalhadores que testaram positivo foram deslocados para a base naval do Alfeite por terem indicado às autoridades não terem condições nas habitações para fazerem o isolamento para a cura da COVID-19. São trabalhadores de nacionalidade portuguesa, brasileira e indiana.

O ACES Médio Tejo abrange a área territorial de 11 municípios com cerca de 235 mil utentes. Abrange as unidades de saúde de Abrantes, Alcanena, Constância, Entroncamento, Ferreira do Zêzere, Mação, Ourém, Sardoal, Tomar, Torres Novas e Vila nova da Barquinha, numa área territorial de 2.706,10 Km's quadrados.

Já os concelhos da Sertã e Vila de Rei que fazem parte do Médio Tejo na divisão político-administrativa em termos de saúde pertencem ao ACES do Pinhal Interior Sul que abrange ainda os concelhos de Proença-A-Nova, Oleiros e cerca de 30 mil utentes.

Nos dois concelhos do Médio Tejo, mas que na saúde integram o ACES Pinhal Interior Sul, há a registar seis casos (todos recuperados) na Sertã e um caso (recuperado) em Vila de Rei.

Consulte aqui os casos positivos / recuperados por concelho: