Pesquisar notícia
segunda,
27 set 2021
PUB
Região

COVID-19: Médio Tejo sobre para 19 casos positivos e 166 em vigilância (C/ÁUDIO - ATUALIZADA)

27/03/2020 às 00:00
Partilhar nas redes sociais:
Facebook Twitter

Nas últimas 24 horas o Médio Tejo subiu de 15 para 19 pessoas infetadas com a COVID-19 e tem 166 pessoas em vigilância ativa.
Quer dizer que em relação ao dia anterior a região do ACES Médio Tejo tem mais quatro casos positivos em Tomar, Torres Novas (2) e Alcanena.

Segundo as indicações do ACES Médio Tejo o caso de Tomar é uma mulher, em Torres Novas são dois homens (com idades de 73 e 71 anos), sendo que um deles esteve recentemente em França e ainda outro registo para um homem de 83 anos em Alcanena que também tem registo de ter estado há pouco tempo em França.

Nos dados que divulgamos a partir de hoje, podemos ver que No Tomar tem 63 pessoas em vigilância ativa. Na lista por ordem decrescente segue-se Torres Novas (47), Abrantes (13), Alcanena (12), Vila Nova da Barquinha (12), Ourém (10), Entroncamento (5), Mação (3) e Ferreira do Zêzere (1). Constância, tem um caso confirmado, um homem natural e com casa em Montalvo mas que estava em Coimbra e não tem qualquer caso em vigilância ativa. Sardoal é o concelho que está, nesta altura, com quadro a zeros.

De referir ainda que são 100 pessoas em vigilância passiva e a Unidade de Saúde Pública do ACES Médio Tejo contactou já 273 pessoas na investigação dos casos que tem tido em mãos.

Maria dos Anjos Esperança, Saúde Publica do ACES Médio Tejo

Maria dos Anjos Esperança, Delegada de Saúde Pública no ACES Médio Tejo explicou que os casos de vigilância ativa são aqueles casos que contactaram diretamente com um caso positivo. E deu o exemplo: um jantar com dez pessoas havendo um caso positivo criam-se linhas para nove casos de vigilância ativa. Desses nove as famílias passam a estar também em forma de vigilância passiva. Mas passam todos a estar acompanhados pelas unidades de saúde pública.

Maria dos Anjos Esperança revelou ainda que a grande diferença desta fase de mitigação em que entramos na quinta-feira tem a ver com a forma de sinalizar os casos. Até quinta-feira havia análise e seguimento de casos com sintomas e com contactos com casos dados como positivos e agora basta um cidadão ter os sintomas para poder ser imediatamente submetido aos testes. A médica de saúde pública do Médio Tejo faz o apelo para que continuem a fazer os primeiros contactos para a linha SNS 24 (808 24 24 24), embora tenha destacado a abertura de três Áreas Dedicadas à COVID-19 na região: “a do Entroncamento abriu hoje e as de Sardoal e Tomar abrem segunda-feira”.

Por outro lado, face às notícias menos boas de muitos casos em lares de idosos no norte do país, Maria dos Anjos Esperança espera que na região as instituições tenham tido todos os cuidados desde que começou a pandemia em Portugal.

 Vila de Rei mantém um caso positivo

Em Vila de Rei há a registar um caso confirmado, desta quarta-feira, dia 25 de março. Trata-se de uma mulher de 36 anos que vive na sede de concelho e que está a fazer o processo de cura na residência. Na sequência deste caso positivo o ACES do Pinhal Interior Sul está a acompanhar três familiares desta mulher que vivem em Amêndoa, no concelho de Mação. Como são pessoas idosas e no processo de vigilância ativa não podem sair de casa, o Município de Mação já está a acompanhar as necessidades destes seus munícipes.

Vila de Rei e Sertã são dois concelhos que pertencem à Comunidade Intermunicipal do Médio Tejo, mas que na área da Saúde dependem de Castelo Branco, nomeadamente do Agrupamento de Centros de Saúde do Pinhal Interior Sul, que monitoriza estas situações.