Pesquisar notícia
terça,
21 set 2021
PUB
Região

COVID-19: Médio Tejo com mais 40 casos positivos e 15 recuperados (C/ÁUDIO)

8/12/2020 às 19:52
Partilhar nas redes sociais:
Facebook Twitter

O Médio Tejo registou nas últimas 24 horas mais 40 novos infetados elevando o número total de casos positivos para 3440. Os casos registados pelo relatório epidemiológico desta terça-feira estão localizados em Abrantes (6), Alcanena (1), Entroncamento (2), Ourém (15), Sardoal (2), Tomar (2), Torres Novas (10) e Vila Nova da Barquinha (2).
No que diz respeito aos recuperados há a registar mais 15 pessoas que deixaram de fazer parte as contas nos casos ativos. Estes 15 recuperados estão registados no concelho de Ourém. Recorde-se que esta segunda-feira foi feita uma atualização nos recuperados com registo de 402 pessoas que voltaram à sua vida, livres da infeção do SARS-Cov-2. O número total de recuperados é de 2180.

No que diz respeito a vigilâncias ativas voltaram a subir, sendo agora 597 pessoas a estar em isolamento por terem sido contactos de infetados. Estas pessoas em isolamento estão registadas em Abrantes (59), Alcanena (32), Constância (2), Entroncamento (58), Ferreira do Zêzere (5), Mação (12), Ourém (121), Sardoal (2), Tomar (174), Torres Novas (91) e Vila Nova da Barquinha (41).

Maria dos Anjos Esperança, coordenadora da Unidade de Saúde Pública do Médio Tejo, diz que estes casos espalhados pelos vários concelhos indicam claramente que os contágios são comunitários e não fechados num surto. Por outro lado, a coordenadora da Saúde Pública do Médio Tejo salienta que só os cidadãos podem conter o vírus, até à chegada da vacina. As regras de proteção individual devem ser cumpridas à risca.

De referir ainda que a delegada de saúde disse que não podemos levantar o pé porque temos a maior parte dos concelhos nos níveis mais baixos do contágio, logo com medidas menos restritivas. Há que continuar a ter cuidado para que a vida possa ser o mais normal possível.

Maria dos Anjos Esperança

O ACES Médio Tejo abrange a área territorial de 11 municípios com cerca de 235 mil utentes. Abrange as unidades de saúde de Abrantes, Alcanena, Constância, Entroncamento, Ferreira do Zêzere, Mação, Ourém, Sardoal, Tomar, Torres Novas e Vila nova da Barquinha, numa área territorial de 2.706,10 Km's quadrados.

Novo Estado de Emergência de 9 a 23 de dezembro

O governo definiu hoje os níveis de risco de contágio para os concelhos portugueses, com medidas parcelares que entram em vigor às 00 horas de quarta-feira, dia 9 de dezembro, até às 23:59 do dia 23 de dezembro. Esta divisão nos quatro escalões é feita com uma fórmula matemática aplicada pelo Centro Europeu de Controlo de Doenças e que define os níveis de acordo com o número de novos casos por cada 100 mil habitantes nos últimos 14 dias.
Risco Moderado
De acordo com a lista divulgada este sábado pelo Conselho de Ministros, já se sabe que Abrantes, Constância, Vila Nova da Barquinha e Vila de Rei encontram-se no risco moderado de contágio, ou seja, com menos de 240 casos por 100 mil habitantes nos últimos 14 dias. Neste nível encontram-se Abrantes, Alpiarça, Benavente, Constância, Coruche, Ferreira do Zêzere, Ponte de Sor, Proença-a-Nova, Salvaterra de Magos, Sertã, Vila de Rei e Vila Nova da Barquinha.
Risco elevado
No nível elevado entram Entroncamento, Ourém, Mação, Tomar e Torres Novas, o que quer dizer que o índice de contágio se encontra entre 240 e 480 casos positivos por 100 mil habitantes nos últimos 14 dias. Da região constam desta lista Almeirim, Entroncamento, Golegã, Mação, Oleiros, Ourém, Santarém, Tomar e Torres Novas.
Risco muito elevado e extremo
No risco elevado estão os concelhos de Alcanena, Cartaxo, Chamusca, Rio Maior e Sardoal e quer dizer que o índice de contágio é de entre 480 a 960 casos positivos nos últimos 14 dias.
Já no risco extremo, com índice de contágio superior a 960 casos por 100 mil habitantes nos últimos 14 dias estão Gavião e Nisa.

Medidas previstas para o Natal e Ano Novo que serão reavaliadas poelo Governo a 18 de dezembro: