Pesquisar notícia
domingo,
19 set 2021
PUB
Região

Covid-19: Médio Tejo com 8 novos infetados e menos 37 vigilâncias (C/ÁUDIO)

22/06/2021 às 18:12
Partilhar nas redes sociais:
Facebook Twitter

O Médio Tejo registou esta terça-feira mais 8 infetados com o SARS-CoV-2. De acordo com o relatório epidemiológico da Unidade de Saúde Pública do Médio Tejo, que engloba 11 concelhos, o total acumulado de casos passou a ser de 13 124 com os 8 casos a serem reportados em Abrantes (1), Alcanena (1), Constância (2), Ourém (1), Sardoal (1) e Torres Novas (2).
No que diz respeito ao número de recuperados mantém-se o mesmo número de ontem, 12 587 registos, assim como o número de óbitos (378) continua inalterado.

Desta forma o número de casos ativos é, nesta segunda-feira, de 159. Estão localizados em Abrantes (47), Alcanena (15), Constância (14), Entroncamento (16), Mação (2), Ourém (14), Sardoal (17), Tomar (18), Torres Novas (13) e Vila Nova da Barquinha (3). Ferreira do Zêzere continua a ser o único concelho da Unidade de Saúde Pública do Médio Tejo que se mantém sem qualquer pessoa infetada com o coronavírus ou qualquer pessoa em isolamento profilático.

No que diz respeito ao número de pessoas que estão em confinamento por terem contactado com infetados, há a registar menos 37 pessoas em isolamento em relação a segunda-feira. No total, há na região 340 pessoas a quem foi decretada a quarentena pelo período de 14 dias e que devem ficar em isolamento em casa. Desde que começou a pandemia que a USPMT já decretou um total de 6 581 confinamentos e deu alta do isolamento a 8 237 pessoas.
As 340 pessoas em vigilância ativa estão confinadas em Abrantes (82), Alcanena (13), Constância (15), Entroncamento (31), Mação (14), Ourém (40), Sardoal (89), Tomar (9), Torres Novas (26) e Vila Nova da Barquinha (21).

Maria dos Anjos Esperança, coordenadora da Unidade de Saúde Pública do Médio Tejo, revela que os números começam a ser preocupantes. E se esta região de saúde é, em Lisboa e Vale do Tejo, a que tem menos casos por 100 mil habitantes o caso pode mudar de figura porque os números estão a subir todos os dias.

Nesta altura os concelhos com maior risco são Constância e Sardoal, por via de serem concelhos de baixa densidade populacional e uma dúzia de infetados coloca-os de imediato acima dos limites da matriz de risco.

Maria dos Anjos Esperança revelou que mesmo com estas subidas há cada vez mais pessoas a pedir parecer para realização de festas ou casamentos.

Maria dos Anjos Esperança, coordenadora USPMT

Portugal registou nas últimas 24 horas seis mortes associadas à covid-19, 1.020 novos casos de infeções confirmadas pelo coronavírus SARS-CoV-2 e um novo aumento nos internamentos, ultrapassando hoje os 100 nos cuidados intensivos.

O boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde indica que estão hoje mais sete pessoas em enfermaria hospitalar, somando agora 450.

Já nas unidades de cuidados intensivos estão 101 doentes, mais quatro em relação a segunda-feira, valor que não se registava desde 22 de abril quando Portugal tinha 104 pessoas internadas nestas unidades.

Mais de metade dos novos casos de infeção (648) continua a ser registada na região de Lisboa e Vale do Tejo, onde se verificaram também as seis mortes.

Os dados divulgados pela DGS mostram também que há uma redução de 279 no número de casos ativos totalizando agora 28.378 e que 1.293 foram dadas como recuperadas nas últimas 24 horas, o que aumenta o total nacional para 821.374 recuperados.