Pesquisar notícia
sexta,
17 set 2021
PUB
Região

COVID-19: Médio Tejo bate recorde com 391 casos nos últimas 24 horas (C/ ÁUDIO)

8/01/2021 às 18:15
Partilhar nas redes sociais:
Facebook Twitter

É o número mais alto de casos positivos registado em um único dia no Médio Tejo.
Esta sexta-feira, 8 de janeiro, os 11 concelhos que integram o ACES Médio Tejo, registaram um total de 391 casos positivos de infeção por SARS-CoV-2. No total, desde que começou a pandemia na região, já foram identificados 6128. O número de pessoas recuperadas não sofreu alteração, sendo 3523 as pessoas que já ultrapassaram a doença.
De acordo com o relatório epidemiológico da Unidade de Saúde Pública do Agrupamento de Centros de Saúde do Médio Tejo, os casos desta sexta-feira estão registados em Abrantes (63), Alcanena (13), Constância (2), Entroncamento (21), Ferreira do Zêzere (21), Mação (7), Ourém (180), Sardoal (4), Tomar (32), Torres Novas (44) e Vila nova da Barquinha (4).

No que diz respeito a vigilâncias ativas, a região já teve 5526 pessoas em confinamento, das quais 4509 tiveram alta. Quer isto dizer que, de acordo com a autoridade de saúde pública do Médio Tejo, há neste momento 1062 pessoas em isolamento profilático por terem tido contactos diretos com infetados.
As vigilâncias estão registadas em Abrantes (75), Alcanena (87), Constância (18), Entroncamento (88), Ferreira do Zêzere (79), Mação (133), Ourém (186), Sardoal (5), Tomar (199), Torres Novas (157) e Vila Nova da Barquinha (35).

Perante estes números com constituem o recorde de infetados no Médio Tejo Maria dos Anjos Esperança, coordenadora da Unidade de Saúde Pública desta região, explica que não há qualquer atualização de dados. Ou seja, mesmo os 180 casos de Ourém constituem novos infetados oriundos de lares de idosos e de escolas.

A médica diz que em relação às escolas não se trata de contágios em ambiente escolar, mas contágios em ambiente familiar que depois se estão a refletir cada vez mais na comunidade.

Em relação a Abrantes uma parte dos 63 casos dizem respeito a um surto numa casa de acolhimento de idosos em Arreciadas em que há 45 pessoas infetadas, entre funcionários e utentes. Aliás, uma informação que já tinha sido confirmada à Antena Livre esta sexta-feira pelo presidente da Câmara Municipal de Abrantes, Manuel Jorge Valamatos.

A coordenadora da Saúde Pública acrescenta que é “sem dúvida o pior dia no Médio Tejo, temos lares, escolas, equipas de futebol, famílias. O vírus está todo espalhado pela comunidade”.

São números que acompanham a tendência nacional que hoje voltou a estar acima dos 10 mil casos e que levam a médica de saúde pública a dizer que o confinamento e o recolher obrigatório deveria estar em “cada um de nós” e não apenas no governo ou nas autoridades do país.

 Maria dos Anjos Esperança

O primeiro-ministro está a reunir com partidos e parceiros sociais e há uma expetativa crescente que na terça-feira, dia 12, depois da reunião de especialistas no INFARMED possa ser decretado um novo confinamento geral. Rui Rio, presidente do PSD, já deu a entender que poderá estar a caminho um fecho do país muito parecido com o de abril em que só as escolas se manteriam abertas. E, nesse sentido, deixou uma opinião para depois de ouvir os especialistas sobre esta matéria.

O ACES Médio Tejo abrange a área territorial de 11 municípios com cerca de 235 mil utentes. Abrange as unidades de saúde de Abrantes, Alcanena, Constância, Entroncamento, Ferreira do Zêzere, Mação, Ourém, Sardoal, Tomar, Torres Novas e Vila nova da Barquinha, numa área territorial de 2.706,10 Km's quadrados.

 

PONTOS ESSENCIAIS: Covid-19: Agravamento das medidas de restrição no próximo fim de semana

O Governo determinou a proibição de circulação entre todos os concelhos do território continental, das 23:00 de sexta-feira até às 05:00 de segunda-feira, e recolher obrigatório às 13:00 no sábado e domingo na maioria dos municípios.

No âmbito da prorrogação do estado de emergência devido à pandemia de covid-19, por mais oito dias, até 15 de janeiro, o Conselho de Ministros atualizou a lista dos concelhos de risco e “procedeu ao agravamento das medidas para o próximo fim de semana”.

Assim, estendeu aos concelhos em risco elevado o recolher obrigatório no fim de semana, ou seja, a proibição de circulação na via pública, a partir das 13:00 no sábado e domingo.

Anteriormente, o recolher obrigatório ao fim de semana, entre as 13:00 e as 05:00 do dia seguinte, aplicava-se apenas aos concelhos em risco extremo e muito elevado de transmissão da covid-19.

Segundo a atualização da lista de concelhos por nível de risco, que foi hoje divulgada pelo Governo, dos 278 municípios do território continental, 253 estão em risco elevado, muito elevado ou extremo, todos com mais de 240 casos da covid-19 por 100 mil habitantes, excluindo assim apenas 25 concelhos das medidas restritivas deste fim de semana.

Na Madeira e nos Açores não são aplicadas as mesmas regras de Portugal continental, mas os Governos Regionais também anunciaram hoje novas medidas de combate à pandemia.

 

- Proibição de circulação entre todos os concelhos, entre as 23:00 de sexta-feira (08 de janeiro) e as 05:00 da segunda-feira (11 de janeiro), “salvo por motivos de saúde, de urgência imperiosa ou outros especificamente previstos”.

- Proibição de circulação na via pública, ou seja, recolher obrigatório no próximo fim de semana, entre as 13:00 e as 05:00 do dia seguinte, que se aplica à maioria dos 278 municípios do território continental, num total de 253 concelhos em risco elevado, muito elevado e extremo, excluindo apenas 25 concelhos em risco moderado.

- Para estes 253 concelhos, mantém-se o recolher obrigatório entre segunda-feira e sexta-feira, das 23:00 às 05:00 do dia seguinte.

Risco Moderado

Alcoutim, Aljezur, Almeida, Arronches, Barrancos, Carrazeda de Ansiães, Castanheira de Pera, Castelo de Vide, Coruche, Ferreira do Alentejo, Freixo de Espada à Cinta, Lagoa, Manteigas, Monchique, Odemira, Pampilhosa da Serra, Proença-a-Nova, Resende, Santiago do Cacém, Sardoal, Sernancelhe, Sines, Torre de Moncorvo, Vila de Rei, Vila do Bispo.

Risco Elevado

Abrantes, Alenquer, Aljustrel, Almeirim, Aveiro, Azambuja, Baião, Belmonte, Bombarral, Cadaval, Campo Maior, Cartaxo, Castelo de Paiva, Castro Marim, Castro Verde, Chamusca, Cinfães, Covilhã, Espinho, Figueira da Foz, Golegã, Gouveia, Grândola, Lagos, Loulé, Lourinhã, Lousã, Lousada, Maia, Mesão Frio, Mirandela, Monção, Monforte, Montemor-o-Velho, Moura, Nazaré, Oleiros, Olhão, Paços de Ferreira, Paredes, Paredes de Coura, Penafiel, Penedono, Ponte de Lima, Ponte de Sor, Portalegre, Portimão, Sabrosa, Sabugal, Salvaterra de Magos, São Brás de Alportel, São Pedro do Sul, Seia, Serpa, Silves, Sintra, Vagos, Vale de Cambra, Valença, Valpaços, Vila Nova de Cerveira, Vila Nova de Foz Coa, Vila Velha de Ródão, Vila Viçosa, Vinhais.

Risco Muito Elevado

Águeda, Alandroal, Albergaria-a-Velha, Albufeira, Alcanena, Alcobaça, Alfândega da Fé, Alijó, Almada, Almodôvar, Alpiarça, Alter do Chão, Alvaiázere, Alvito, Amadora, Amarante, Amares, Arcos de Valdevez, Arganil, Arouca, Arraiolos, Arruda dos Vinhos, Avis, Barreiro, Batalha, Beja, Benavente, Braga, Bragança, Cabeceiras de Basto, Caldas da Rainha, Caminha, Cantanhede, Carregal do Sal, Cascais, Castelo Branco, Castro Daire, Celorico de Basto, Chaves, Coimbra, Condeixa-a-Nova, Constância, Entroncamento, Estarreja, Estremoz, Évora, Fafe, Faro, Felgueiras, Figueira de Castelo Rodrigo, Fronteira, Fundão, Góis, Gondomar, Guimarães, Ílhavo, Leiria, Lisboa, Loures, Mafra, Marco de Canaveses, Marinha Grande, Marvão, Matosinhos, Mealhada, Melgaço, Mira, Miranda do Corvo, Moita, Mondim de Basto, Montemor-o-Novo, Montijo, Mortágua, Murça, Nelas, Óbidos, Odivelas, Oeiras, Oliveira de Azeméis, Oliveira de Frades, Oliveira do Bairro, Ourém, Ourique, Ovar, Palmela, Pedrógão Grande, Penacova, Penalva do Castelo, Penela, Peniche, Pombal, Porto, Porto de Mós, Redondo, Reguengos de Monsaraz, Ribeira de Pena, Rio Maior, Santa Comba Dão, Santa Maria da Feira, Santa Marta de Penaguião, Santarém, Santo Tirso, São João da Madeira, Sátão, Seixal, Sertã, Sesimbra, Setúbal, Sever do Vouga, Sobral de Monte Agraço, Soure, Sousel, Tarouca, Terras de Bouro, Tomar, Tondela, Torres Vedras, Trofa, Valongo, Viana do Castelo, Vieira do Minho, Vila Flor, Vila Franca de Xira, Vila Nova da Barquinha, Vila Nova de Famalicão, Vila Nova de Gaia, Vila Pouca de Aguiar, Vila Real, Vila Real de Santo António, Viseu, Vizela, Vouzela.

Risco Extremamente Elevado

Aguiar da Beira, Alcácer do Sal, Alcochete, Anadia, Ancião, Armamar, Barcelos, Borba, Boticas, Celorico da Beira, Crato, Cuba, Elvas, Esposende, Ferreira do Zêzere, Figueiró dos Vinhos, Fornos de Algodres, Gavião, Guarda, Idanha-a-Nova, Lamego, Mação, Macedo de Cavaleiros, Mangualde, Meda, Mértola, Miranda, do Douro, Mogadouro, Moimenta da Beira, Montalegre, Mora, Mourão, Murtosa, Nisa, Oliveira do Hospital, Penamacor, Peso da Régua, Pinhel, Ponte da Barca, Portel, Póvoa de Lanhoso, Póvoa de Varzim, São João da Pesqueira, Tábua, Tabuaço, Tavira, Torres Novas, Trancoso, Vendas Novas, Viana do Alentejo, Vidigueira, Vila do Conde, Vila Nova de Paiva, Vila Nova de Poiares, Vila Verde, Vimioso.