Pesquisar notícia
terça,
28 set 2021
PUB
Região

COVID-19: Médio Tejo 72 horas com 1 caso (de ontem) e 220 pessoas em vigilância (ATUALIZADA C/ ÁUDIO)

7/10/2020 às 00:00
Partilhar nas redes sociais:
Facebook Twitter

Depois de dois dias de ausência de relatórios epidemiológicos do Agrupamento de Centros de Saúde do Médio Tejo a saúde pública voltou a emitir os números respeitantes a esta região.

No que diz respeito a novos casos o número mantém-se quase igual ao de domingo, 4 de outubro. Ou seja, nestas 72 horas, há apenas mais um caso positivo em Tomar e o Médio Tejo tem um total acumulado de 775 casos positivos desde que começou a pandemia.

 

Maria dos Anjos Esperança, coordenadora da Unidade de Saúde Pública do Médio Tejo, explicou esta tarde à Antena Livre os motivos de não terem sido divulgados os relatórios epidemiológicos nos últimos dois dias. O falecimento de um familiar do técnico que elabora os relatórios levou a que não tenha sido possível divulga-los na segunda e terça-feira, embora o serviço de saúde pública tenha funcionado normalmente.

 

A médica explicou depois que nestes dias verificou-se apenas um caso positivo no concelho de Tomar e que a situação geral do Médio Tejo tem sido um pouco mais calma, até em modo contrário à tendência nacional.

 

Questionada sobre os casos, ou eventuais casos positivos, em meio escolar, a coordenadora de Saúde Pública revela que são muito poucos e que todas as escolas têm os procedimentos acertados para fazer face a qualquer situação.

Já sobre as vigilâncias ativas, Maria dos Anjos Esperança, diz o que tem dito sempre que estas pessoas têm o dever de ficar em casa, embora tenham existido alguns ajustes nas regras, de acordo com normas da Direção-Geral da Saúde.

A médica aconselha todas as pessoas a fazerem os seus procedimentos de segurança, como o distanciamento social, a higienização das mãos, o uso de máscara e o “fugir” a grandes concentrações de pessoas. Normas que, independentemente de estarem ou não a ser obrigatórias, todos deveríamos seguir para passar incólumes pela pandemia.

Maria dos Anjos Esperança, Saúde Pública ACES Médio Tejo

Nestes três dias, de acordo com os dados divulgados nesta tarde, há uma diminuição do número de vigilâncias ativas nos 11 municípios, sendo hoje 220 pessoas em confinamento. Estas pessoas, com dever de isolamento, estão localizadas nos concelhos de Abrantes (15), Alcanena (27), Constância (2), Entroncamento (58), Ferreira do Zêzere (9), Mação (1), Ourém (53), Sardoal (1); Tomar (23), Torres Novas (26) e Vila Nova da Barquinha.

Em relação a domingo Abrantes tem mais cinco pessoas em isolamento, Alcanena mais oito, Entroncamento mais sete e Vila Nova da Barquinha mais quatro. Há vários concelhos em que o número de vigilâncias diminuiu, como em Constância que tem menos uma pessoa em isolamento, Ferreira do Zêzere menos duas, Mação menos três, Ourém menos 27 e Torres Novas menos 15. Os concelhos de Sardoal e Tomar mantêm o mesmo número de pessoas em vigilância ativa em relação aos números do último domingo.

O ACES Médio Tejo abrange a área territorial de 11 municípios com cerca de 235 mil utentes. Abrange as unidades de saúde de Abrantes, Alcanena, Constância, Entroncamento, Ferreira do Zêzere, Mação, Ourém, Sardoal, Tomar, Torres Novas e Vila nova da Barquinha, numa área territorial de 2.706,10 Km's quadrados.

Já os concelhos da Sertã e Vila de Rei que fazem parte do Médio Tejo na divisão político-administrativa em termos de saúde pertencem ao ACES do Pinhal Interior Sul que abrange ainda os concelhos de Proença-A-Nova, Oleiros e cerca de 30 mil utentes.