Pesquisar notícia
sábado,
18 set 2021
PUB
Região

Covid-19: Lar em Minde, Alcanena, com 158 infetados e dois mortos confirmados

23/11/2020 às 16:39
Partilhar nas redes sociais:
Facebook Twitter

Um total de 158 pessoas, 111 utentes e 47 trabalhadores do Centro de Bem Estar Social de Minde, em Alcanena (Santarém), estão infetadas com o novo coronavírus, tendo ocorrido duas mortes na sexta-feira, disse fonte do município.

A presidente da Câmara Municipal de Alcanena, Fernanda Asseiceira, disse hoje à Lusa que, no fim de semana, terão ocorrido mais três mortes, informação que está ainda em confirmação.

Segundo a autarca, o surto nesta instituição, que tem uma lotação máxima próxima de 130 utentes, surgiu no início de novembro, depois de uma idosa ter sido submetida ao teste ao SARS-CoV-2 quando foi internada no Centro Hospitalar do Médio Tejo.

“Os primeiros resultados conhecidos no fim de semana de 07 e 08 de novembro apontaram para meia dezena de casos, o que deixou a expectativa de que o surto seria confinado”, disse.

Contudo, uma semana mais tarde, os testes revelaram que o surto se tinha propagado, com 91 utentes e 34 funcionários a terem testes com resultado positivo, valor que os resultados da nova testagem realizada na passada sexta-feira e conhecidos no domingo revelaram ter crescido para os 111 utentes e 47 trabalhadores, disse.

Apenas 12 utentes continuaram a ter resultado negativo no teste, mantendo-se isolados dos restantes, adiantou.

O lar dispõe de dois edifícios, um mais antigo, de rés-do-chão, e outro, com três pisos, tendo o surto alastrado aos dois espaços, disse Fernanda Asseiceira, sublinhando as “excelentes condições” existentes nesta instituição.

A autarca afirmou que os familiares das funcionárias têm igualmente sido submetidos a testes, sendo feito um apelo para que se mantenham em confinamento, independentemente de os resultados serem positivos ou negativos, de forma a evitar que o surto se propague na comunidade.

A assistência aos idosos está a ser garantida com o apoio de recursos humanos da Brigada de Intervenção Rápida da Segurança Social, de uma associação de Lisboa que, a pedido do município, procedeu à higienização e desinfeção do lar, e de candidaturas apresentadas pela instituição junto do centro de emprego, adiantou.

Portugal contabiliza pelo menos 3.971 mortos associados à covid-19 em 264.802 casos confirmados de infeção, segundo o último boletim da Direção-Geral da Saúde (DGS).

O país está em estado de emergência desde 09 de novembro e até 08 de dezembro, período durante o qual há recolher obrigatório nos concelhos de risco de contágio mais elevado, sendo Alcanena um dos 127 concelhos classificados como de risco muito elevado e extremamente elevado.

Lusa