Pesquisar notícia
sábado,
18 set 2021
PUB
Região

Covid-19: Câmara de Ourém compra 75 mil máscaras reutilizáveis para instituições

24/11/2020 às 15:54
Partilhar nas redes sociais:
Facebook Twitter

A Câmara de Ourém, concelho em risco muito elevado devido à pandemia de covid-19, vai comprar 75 mil máscaras reutilizáveis para distribuir por instituições que acolhem crianças, idosos e deficientes, disse hoje o presidente da autarquia.

“Durante a próxima semana, o município conta ter condições para distribuir as máscaras por estas instituições”, afirmou à agência Lusa Luís Albuquerque, explicando que os destinatários das máscaras são os utentes de instituições privadas ou particulares de solidariedade social, na ordem das 60 no concelho.

Luís Albuquerque adiantou que esta decisão foi tomada na sequência de duas outras distribuições de máscaras por estas instituições, uma quando começou a pandemia e outra posteriormente.

“Tendo em conta a intensidade que a pandemia tem estado a assumir, é altura certa para continuar a apoiar as nossas instituições”, justificou o autarca, referindo que o município do distrito de Santarém tem, na eventualidade de ser necessário, “uma reserva com outro tipo de equipamento, como batas e luvas descartáveis, e gel”.

O presidente da câmara adiantou que foram igualmente distribuídas pela população 35 mil máscaras e, mais recentemente, alunos dos escalões A e B da Ação Social Escolar e respetivos encarregados de educação receberam um total de seis mil máscaras.

Luís Albuquerque acrescentou que o município vai também adquirir um equipamento de descontaminação.

“Tendo em conta o número de casos que têm ocorrido, as equipas estão a demorar entre cinco e seis dias para responder a pedidos para descontaminação de espaços”, esclareceu.

Com a compra deste equipamento, no valor de quatro mil euros e que deverá estar disponível na próxima semana, é o município que avançará com este trabalho sempre que seja pedido por escolas, instituições ou empresas.

“Vamos dar formação esta semana a elementos dos três corpos de bombeiros do concelho e a funcionários da câmara para poderem manusear o equipamento”, disse.

Declarando-se preocupado com a situação da pandemia no município, o autarca assinalou que Ourém integra a lista dos 80 concelhos em risco muito elevado (entre 480 e 960 casos de covid-19 por 100 mil habitantes nos últimos 15 dias), “por força de casos de covid-19 que ocorreram em lares”.

“Temos de continuar a cumprir com as regras que estão determinadas e que sejamos todos responsáveis e conscientes, para que possamos daqui a alguns dias ter a situação ultrapassada e evitar a propagação da covid-19”, apelou.

O concelho de Ourém registou desde o início da pandemia, em março, 655 casos confirmados do novo coronavírus, mantendo-se 342 ativos, de acordo com a última informação disponibilizada no ‘site’ do município, datada de sexta-feira.

No mesmo período, 328 pessoas recuperaram da doença, havendo ainda três óbitos.

Cento e sessenta e sete pessoas mantinham-se, àquela data, em vigilância ativa.

Lusa