Covid-19: Benavente tem um caso positivo, declara alerta e aciona Plano Municipal de Emergência

Região 2020-03-16

O presidente da Câmara de Benavente (Santarém) declarou hoje situação de alerta, no dia em que foi conhecido o primeiro caso confirmado de infeção pelo novo coronavírus no concelho, e aciona terça-feira o Plano Municipal de Emergência.

Numa nota publicada na página do município, Carlos Coutinho afirma que a delegada de saúde local confirmou hoje um caso de infeção pelo Covid-19, uma pessoa que está em internamento domiciliário com isolamento social, “não tendo tido contacto anterior com residentes do município”.

O autarca considera que a declaração de situação de alerta feita sexta-feira pelo Governo para todo o território nacional “só é viável com maior detalhe e adaptação à realidade municipal” das medidas que foram determinadas.

Assim, determinou a ativação do Plano Municipal de Emergência da Proteção Civil a partir das 09:00 de terça-feira, com o posto de comando municipal instalado no Serviço Municipal de Proteção Civil e “informação diária à população” às 09:30, 12:30 e 18:30, através de vários meios de comunicação.

Por outro lado, proibiu a realização de atividades públicas e privadas sociais, culturais, recreativas, desportivas e religiosas que envolvam mais de 20 pessoas, bem como a utilização de esplanadas dos estabelecimentos de restauração e bebidas, públicos e privados.

Decretou ainda a proibição de utilização de parques infantis e geriátricos e jardins com equipamentos lúdico-desportivos, ringues desportivos e similares a céu aberto.

O comunicado alerta que a desobediência às entidades competentes e a recusa do cumprimento obrigatório do determinado será sancionada com penas que serão agravadas em um terço nos seus valores mínimo e máximo.

Portugal registou hoje a primeira morte, anunciou a ministra da Saúde, Marta Temido.

Trata-se de um homem de 80 anos, com "várias patologias associadas" que estava internado há vários dias no Hospital de Santa Maria, em Lisboa, disse a ministra, que transmitiu as condolências à família e amigos.

Há 331 pessoas infetadas até hoje, segundo o boletim diário da Direção-Geral da Saúde (DGS).

Dos casos confirmados, 192 estão a recuperar em casa e 139 estão internados, 18 dos quais em Unidades de Cuidados Intensivos (UCI).

O boletim da DGS assinala 2.908 casos suspeitos até hoje, dos quais 374 aguardavam resultado laboratorial.

Das pessoas infetadas em Portugal, três recuperaram.

De acordo com o boletim, há 4.592 contactos em vigilância pelas autoridades de saúde.

Atualmente, há 18 cadeias de transmissão ativas em Portugal, mais quatro do que no domingo.

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, convocou uma reunião do Conselho de Estado para quarta-feira, para discutir a eventual decisão de decretar o estado de emergência.

Portugal está em estado de alerta desde sexta-feira, e o Governo colocou os meios de proteção civil e as forças e serviços de segurança em prontidão.

Lusa