Candidatura da CIM Médio Tejo para ligar os Quinchosos ao Castelo de Abrantes

Região 2019-12-12

O programa “Médio Tejo – Projetos de boas práticas em matéria de adaptação às alterações climáticas”, viu vários projetos a ser aprovados por isso, apoiados financeiramente por fundos da União Europeia. Trata-se de um conjunto de ações de benefício de sustentabilidade e de eficiência de recursos.

Foram apresentadas candidaturas de Abrantes, Tomar, Vila de Rei e da própria Comunidade Intermunicipal do Médio Tejo (CIMT) que totalizam um investimento na região na ordem dos 540 mil euros e 404 mil euros do Fundo de Coesão.

Abrantes já iniciou o procedimento com a colocação de "velas" nas ruas do centro histórico e que permitem criar sombras nas ruas comerciais.

Outro projeto a concretizar em Abrantes vai ser a ligação entre o Parque de Estacionamento da Escola dos Quinchosos e o Jardim do Castelo. O projeto “Cor e Aroma” vai permitir o ordenamento de uma encosta bastante arborizada e criar um novo acesso ao Jardim do Castelo. Informa a CIM do Médio Tejo, em comunicado, que “estão previstas um conjunto de ações, tais como: eliminação de espécies invasoras; regularização e ensaibramento de caminho pedonal; criação de patamares e guardas de segurança com recurso a madeira; instalação de um sistema de rega gota-a-gota, entre outras ações.

Por sua vez, em Tomar serão concretizadas várias operações. Em concreto: é esperada a substituição da utilização da água para consumo na rega de espaços urbanos através da captação de águas subterrâneas”.

Ainda segundo a mesma nota da CIMT em Tomar será implementada a “termorregulação do ar por nebulização no Centro Histórico será outra ação a concretizar. Na prática, prevê-se o aumento do conforto térmico que irá permitir aos munícipes, visitantes e moradores usufruir das suas vivências de uma outra forma. Melhora o conforto a quem passa e contraria o efeito “de ilha de calor” provocado pelas elevadas temperaturas bastantes comuns nesta região”. Está ainda prevista a implementação de um sistema de rega inteligente nos espaços verdes envolventes ao Complexo Desportivo Municipal.

No concelho de Vila de Rei vai ser criado um espaço de sombreamento na zona das tasquinhas do parque de Feiras de Vila de Rei e na área de serviço de autocaravanismo.

Em Vila de Rei há ainda a impermeabilização da charca do Bosque da Vila, permitindo mais facilmente manter a sua capacidade mesmo em épocas mais secas.