14.ª Gala Antena Livre e Jornal de Abrantes: A noite das noites da região viveu-se este sábado

Região 2019-05-12
XIV Gala antena Livre & Jornal de Abrantes
XIV Gala antena Livre & Jornal de Abrantes

Pode uma noite ter tantos momentos mágicos que, num perfeito sucessivo de partes, se torne perfeita?!

Sim, pode! Viveu-se na noite deste sábado, 11 de maio de 2019, uma noite assim.
Não apenas mágica, não apenas única, não apenas especial! Foi particularmente brilhante!
Excelentes homenageados, surpresas muito felizes.
Um hino à região. A todos nós!

A noite abriu de olhos postos no futuro, pelo menos da guitarra. Uma excelente atuação do Ensemble de Guitarra dirigido por Pedro Ferreira. O Ensemble está integrado num projeto de intervenção mais alargado que nasceu de um protocolo de colaboração entre o Agrupamento de Escolas Nº2 de Abrantes, a Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico de Santarém e a Sociedade Artística Tramagalense.
Estiveram em palco os músicos Tomás Esteves, Lúcia Dias, João Sebastião e Maria Dias.

Os apresentadores Miguel Pequeno e Alexandra Pimentel abriram o desfile de Galardões com o Desporto tendo o prémio distinguido o Sport Abrantes & Benfica. Entregou o Galardão Nuno Pedro e recebeu o Presidente da Direção, Paulo Neto, que refere tratar-se de um clube regional, que mesmo indo beber à casa mãe, persiste num trabalho de serviço coletivo pelo desporto, pelos atletas e pelos adeptos, para a cidade e a região, ao longo de toda a sua existência, de mais de um século.

Seguiu-se a Cultura. O Galardão Cultura foi entregue ao Museu MDF de Tramagal. O MDF tem como objetivo recuperar e conservar a memória da Metalurgia tramagalense, do seu grande impulsionador Eduardo Duarte Ferreira e, como foi referido no vídeo, da própria “aldeia industrial” que foi o Tramagal. Recorde-se, ainda, que o projeto mereceu o título de “Melhor Museu do Ano 2018” pela Associação Portuguesa de Museologia.  A jornalista da TVI Patrícia Matos, também ela filha de Tramagal, entregou o prémio ao Presidente da Câmara Municipal de Abrantes, Manuel Valamatos que chamou a técnica da Câmara que se dedica, percebeu-se, com toda a alma ao MDF, Lígia Marques. Valamatos referiu que este Museu “é uma história quer só está a começar agora”.

A noite foi pautada por projetos daqui, do interior, mas com um trabalho que vai além fronteiras, como que a dizer-nos que não é o sítio, se é interior ou não, é a devoção que se dedica aos trabalhos que ajuda no seu sucesso. Por falar em sucesso, para a Jorbi (Vieira e Graça), liderada por Jorge Baeta, foi o Galardão na área Empresa.

A entrega do Galardão coube ao Enólogo, Nuno Falcão Rodrigues, proprietário da Quinta Casal da Coelheira. Recebeu Jorge Baeta que falou de uma empresa pequena, relativamente recente mas que tem tido uma grande expansão e fantásticas parcerias, aqui e além fronteiras. De facto, criada em 2009, a Jorbi produz para Portugal e também, pelo menos, para Espanha, Polónia e Itália. A boa qualidade do seu produto é reconhecida a ponto de as suas bicicletas terem sido escolhidas para equipar este ano a emblemática equipa italiana da “Amore Vita”.

Seguiu-se um momento muito interessante, igualmente engraçado, ao jeito do primeiro galardoado da noite na área Música Nacional. Sim, leu bem, o primeiro. Foram dois os distinguidos nesta área.

Ao palco foi chamado para receber o Galardão o músico David Antunes. Entregou o Vereador da Câmara de Abrantes, Luís Filipe Dias. Depois de um forte abraço, já de galardão na mão, David Antunes referiu que, imagine-se, foi o primeiro prémio que recebeu. No seu jeito de ser, a disfarçar a emoção com o humor confessou que não saber o que fazer “se calhar quando chegar ao 4.º prémio já mando um representante mas hoje não sei o que fazer”. Acabou por aproveitar a deixa do piano em palco e que o melhor era ir cantar.

David Antunes referiu então que, tendo alcançado a carreira que desejava, o seu grande sonho é criar uma música daquelas que chegam às pessoas e ficam na cabeça de todos, de forma intemporal, num para sempre feliz. É o que lhe desejamos!

Decorreu, então, mais um momento musical da noite protagonizado por David Antunes. Tocou a música que escreveu recentemente “Tarde Demais” e quando terminou, duas filas atrás de mim, Simone de Oliveira gritou “Bravo”!!!

Sim, Simone de Oliveira. Leu bem. Simone de Oliveira foi, efetivamente, a segunda galardoada na área “Música Nacional”. O galardão foi entregue pela Diretora-adjunta da Media On, Susana Dias, a uma Simone que não quer ser Dona nem Senhora e que em palco disse “Chamo-me Simone e canto cantigas”. Muito ovacionada, de pé, a “eterna namorada de Portugal”, aos 81 anos, referiu que a sua maior riqueza são a família e os amigos e, claro, ter podido ter a carreira que teve. Atualmente Simone acompanha, sempre que pode, David Antunes nos seus concertos e o que poderia ser uma dupla improvável é, afinal, duplamente feliz, como comprovaram, sem margem para dúvida, no momento musical que protagonizaram de seguida.

Passou-se depois a um momento muito importante da noite, o Galardão Educação, um brinde ao futuro do país. Um momento, atenção, que foram três! Sim, é possível pois esta Gala é de toda uma região! Na Educação foram distinguidos os Cursos de Cozinha e Pastelaria das Escolas de Mação, Constância e Abrantes. Entregaram os galardões os Presidentes das três Câmaras, respetivamente Vasco Estrela, Sérgio Oliveira e Manuel Valamatos.

Subiram ao palco para receber os prémios os Diretores das três escolas que lecionam estes cursos, José Almeida, do Agrupamento de Escolas de Mação; Olga Antunes, de Constância e João Quinas da EPDRA, de Moursicas – Abrantes.  Sendo o turismo um dos campos da revitalização desejada do interior é a este desafio que respondem os vários cursos de cozinha e pastelaria que estão a criar oportunidades únicas, práticas, inovadoras e concretas aos nossos jovens.

Por falar em inovadoras, o momento seguinte da noite brindou exatamente a Inovação. O Galardão nesta área foi entregue pela Secretária de Estado do Desenvolvimento Regional, Maria do Céu Albuquerque. Recebeu o prémio Paulo Pereira da Silva, da Renova. De facto, o papel higiénico era tudo menos um material nobre. Contudo, com base num trabalho metódico de criatividade inteligente, o papel higiénico da Renova tornou-se num produto da moda e mesmo uma forma de arte. Paulo Pereira da Silva, ao receber o Galardão referiu sentir humildade, alegria e honra. Agradeceu a Abrantes, onde cresceu e iniciou a sua formação. Sublinhou que uma empresa no interior de Portugal pode ir onde quiser referindo que sucesso da Renova é renovar-se constantemente, fruto do trabalho de uma equipa, não só seu. Concluiu dizendo que acredita muito no poder das marcas e no talento das pessoas!

O Galardão Responsabilidade Social foi entregue este ano aos ciclistas Nuno Gomes e Daniel Simões. O galardão foi entregue por José Martinho Gaspar aos dois praticantes de ciclismo que têm sabido juntar à sua prática desportiva uma dimensão de cidadania e solidariedade com causas para as quais querem a nossa atenção e o nosso contributo. Quilometro a quilometro têm conquistado apoios com os quais apoiam quem precisa e quem merece. Por fazer do ciclismo um ato de responsabilidade para com a sociedade mereceram, também eles, esta distinção.

Um dos momentos grandes e aguardados da Gala Jornal de Abrantes e Antena Livre é aquele que distingue toda uma vida. O Galardão Personalidade Carreira foi este ano atribuído à incontornável e encantadora Helena Bandos. Na Escola, foi uma professora de referência. Além das aulas, abriu outras portas educativas, por exemplo a do teatro. Teve um papel ativo na política local, tendo sido uma das primeiras mulheres a fazê-lo. Esteve à frente do Orfeão de Abrantes. E continua a dirigir o grupo de teatro que fundou e que dá outro nome a Abrantes, Palha de Abrantes. Como foi referido “é uma referência, uma vida de referência, ponto final”. Querida, modesta mas muito aguerrida das suas convicções e paixões Helena Bandos deixou o claro repto de que todas as terras precisam de um Centro Cultural que abarque todas as áreas da cultura. Abrantes têm muito trabalho em várias áreas culturais, falta-lhe o tal Centro, um espaço que lhes dê palco. Helena Bandos, recebeu o Galardão das mãos da professora e sua grande Amiga Teresa Aparicio.

Seguiu-se mais um momento improvável na noite. Joana Margarida Carvalho e Jerónimo Belo Jorge, que guiavam entretanto a noite, desceram à plateia e voltando-se para os colaboradores do grupo Media On convidaram “como quem não quer a coisa” os cronistas Dr. Gago e Margarida Togtema para um momento musical. Que foi muito bom, como muitas situações inesperadas, que se revelam surpreendentes!

Já referimos momentos inesperados, a noite foi pautada por um sucessivo de momentos especiais, todos eles. Mas a sala não estava preparada para o que a noite ainda reservava.

Subiu ao palco Luís Ablú Dias, proprietário, diretor e visionário da Media On que integra o Jornal de Abrantes e a Antena Livre. Na Gala anterior Ablú Dias era um colaborador da rádio e, como referiu ao subir ao palco, se há uma ano atrás lhe dissessem que ia estar em palco, diria que estavam loucos. Mas, como referiu, a vida, a região e projetos que, por vezes, têm que se agarrar assim o ditaram. E, dizemos nós, ainda bem que assim foi. Que assim é!

Luís Abú Dias chamou então também para o palco Paulo Delgado. Juntos, referiram que dia 21 de junho o grupo lançará um novo projeto. Foi então que as 300 pessoas na sala, mais os ouvintes que acompanhavam a Gala em antenalivre.pt ficaram a saber que no mês que vem a marca, o nome, o projeto de comunicação, a escola, a casa que acolheu tanta gente. A história e a memória, a Voz da Rádio Tágide será resgatada. Sim, é verdade, a Media On vai dar um novo espaço à Rádio Tágide, em radiotagide.pt. Nascerá dia 21 de junho, perdão, a Tágide renascerá dia 21 de junho e a emoção foi geral na sala e em muitos corações.

Na voz off da noite estavam Patrícia Seixas e Luís Delgado. Ela de voz embargada, ele de voz muda, chorou de felicidade. Emoção e felicidade marcaram esta novidade. E que novidade. Calada desde 2014, em 2019 a Rádio Tágide volta a ter voz. A Media On forma assim a tríade perfeita, não sei se sagrada, mas consagrada naquilo que é um projeto cheio de força e de pessoas que querem dar aos outros, sempre, boas notícias! Ablú Dias referiu que a decisão ficou mais fácil por trabalhar com pessoas fantásticas. O seu mérito, ressalvemos, será sempre o de crer, de acreditar!

Convenhamos, Jornal de Abrantes+Antena Livre+Rádio Tágide é a soma de todos os bens! Pela região! E que todos agradecemos.

Mas se espera o caro leitor que a noite tinha culminado ali, espante-se. A noite foi uma sucessão de momentos altos. E faltava um.

Terminámos com o Galardão Comunicação Nacional. Que foi entregue pelo Administrador da Media On, Luís Ablú Dias ao incomparável Homem da Rádio, Fernando Correia!

Jornalista, comentador de rádio e televisão, professor, pai, marido, sportinguista e, antes de tudo, dono de uma voz única! Iniciou a sua carreira de comunicador aos 19 anos na Emissora Nacional (EN), corria o ano de 1958. Atingiu a categoria de locutor de 1ª classe, em 1966. Tem um currículo extenso, impressionante e difícil de igualar. É também autor de vários livros sobre o desporto e a rádio. Diário de Sombras (2013) é a sua obra-prima. Um comunicador por natureza, com uma voz que todos os portugueses reconhecem, o galardoado referiu em palco que agradece muito ao universo a voz que tem “pois, pela voz, não tenho idade”!

A par da voz, uma inteligência e sentido de humor peculiares dão a este homem um saber ser com quem apetece estar e, referindo ficar louco quando vê um microfone, prometeu prolongar o serão. E temos a certeza que teria sido uma maratona interessante. Fernando Correia referiu que em Portugal por muitos ano havia a mania de prestar homenagens após a morte das pessoas e ainda bem que isso mudou “pois este prémio não me serviria de nada se já estivesse morto”! Deu os parabéns à Media On, pela Gala, pelo trabalho, pelos projetos referindo que “há sempre espaço para novos projetos”!

O momento musical que fechou a noite coube ao vencedor da primeira edição do The Voice Portugal, Denis Filipe.

A Gala Jornal de Abrantes Antena Livre não é só a Gala da região, é uma noite que nos traz saber, exemplo, orgulho pelos homenageados.

Na noite que se viveu neste 11 de maio de 2019 percebi muita emoção, sim, mas o que notei, o que me chamou mesmo a atenção, foi a força de cada ovação quando os homenageados era identificados. O público vibrou a cada nome com tal força de palmas que se sentia mesmo cá dentro. Cada ovação parecia afirmar: Boa, é isso mesmo!

Assim, a jeito de conclusão, dizer à equipa da Media On: Parabéns! Acertaram em cheio! Obrigado!

 

Por: Vera Dias António

Fotos: Cátia Sofia Luís

Pode ouvir aqui na integra, toda a XIV Edição da Gala antena Livre & Jornal de Abrantes: