Aliança fecha cabeças de lista em Aveiro e Guarda com Rui Sousa em Santarém

Política 2019-07-17

A Aliança apresentou hoje os cabeças de lista por Aveiro e Guarda, Fernando Delgado Santos e Ana Mendes, respetivamente, fechando desta forma os primeiros candidatos às eleições legislativas de 06 de outubro.

O partido tem vindo a divulgar quem irá encabeçar as listas aos diversos círculos eleitorais, mas até hoje faltava conhecer os representantes por Aveiro e pela Guarda.

Fernando Delgado Santos (Aveiro) é professor do ensino secundário e militante da Aliança, enquanto a independente Ana Mendes (Guarda) é promotora imobiliária.

A Aliança tinha informado também que Odília Lopes seria a primeira da lista em Faro mas fonte oficial do partido transmitiu à Lusa que candidata desistiu “por razões pessoais”.

O cabeça de lista pelo círculo mais a sul de Portugal continental será então Telmo Martins, jurista, formador e gestor de “várias empresas ligadas ao ramo imobiliário”, acrescenta o partido.

De referir que, para Santarém, o partido liderado por Santana Lopes tinha apresentado o nome do empresário Rui Sousa como cabeça de lista. Rui Sousa é empresário agrícola, tem 51 anos e é natural de Abitureiras, concelho de Santarém. O partido vai avançar com o toureiro Pedro Silva (Pedrito Portugal) no segundo lugar da lista.

A Aliança vai apresentar, como primeiros candidatos, Fernando Delgado Santos (Aveiro), Jorge Medeiros (Açores), António Cortez Lobão (Beja), o diretor executivo Luís Cirilo (Braga), Carlos Silvestre (Bragança), Ana Camilo Martins (Castelo Branco), João Navega (Coimbra), António Marques da Costa (Europa), Ana Rosado Fonseca (Évora), Telmo Martins (Faro), Ana Mendes (Guarda), Joana Ferraz (Leiria).

Já o presidente e fundador do partido, Pedro Santana Lopes, encabeça a lista por Lisboa, Joaquim José Sousa (Madeira), Carlos Carolino (Portalegre), Bruno Ferreira Costa (Porto), Tiago Sousa Dias (resto do mundo), Carlos Medeiros (Setúbal), Jorge Nuno Sá (Viana do Castelo), Maria João Gaspar (Vila Real), Pedro Escada (Viseu).

Entre os cabeças e lista, quatro são independentes e os restantes são militantes da força política que vão representar.

Na nota divulgada hoje, a Aliança aponta que “os cabeças de lista escolhidos com base em critérios atempadamente definidos, e que passam pelo mérito pessoal e pela total identificação com princípios e valores da Aliança, têm, todos eles (sem nenhuma exceção), uma ligação ao distrito por onde são candidatos, assegurando assim uma representação com perfeito conhecimento de causa dos interesses que se propõe defender”.

Estas pessoas são “militantes do partido e cidadãos independentes das mais diversas áreas profissionais e, num leque etário alargado, traduzem a preocupação da Aliança de, também na diversidade, conseguir chegar a todos os estratos populacionais e permitir aos eleitores uma identificação com os nossos candidatos tão abrangente quanto possível”, lê-se na nota.

Por forma a recolher contributos para o programa eleitoral, a Aliança organizou o roteiro "Levanta-te do sofá", uma série de oito semanas temáticas, que começou no início do mês.

Depois de se debruçar sobre o ambiente e as alterações climáticas, ou sobre a saúde, esta semana o partido tem tido iniciativas sobre o combate à pobreza, exclusão social e desigualdades.

A próxima semana é dedicada ao crescimento económico, produtividade, fiscalidade e inovação, sob o mote “combater um Estado poucochinho”.

Até 06 de setembro, a Aliança vai ainda ter iniciativas sobre coesão territorial e descentralização (entre 29 de julho e 02 de agosto), mar, pescas e agricultura (19 a 23 de agosto), demografia, educação e património (26 a 30 de agosto), transparência, justiça e combate à corrupção (02 a 06 de setembro).

Com Lusa