VN Barquinha: Intervenção na ribeira de Tancos “requer alguma urgência”

2020-10-16

O presidente da Câmara Municipal de Vila Nova da Barquinha reuniu, no dia 6 de outubro, com o secretário de Estado da Descentralização e da Administração Local, Jorge Botelho, a respeito dos prejuízos resultantes da passagem da depressão Elsa pela região, em dezembro de 2019.

Em causa está a ribeira de Tancos e o autarca disse haver por parte do Governo, a “intenção da abertura de um concurso, em termos do Fundo Ambiental, para que possamos intervir naquela massa de água”. Em reuniões com Agência Portuguesa do Ambiente (APA), “ficou a noção de que a solução passe pela estacaria”.

É pretensão da Câmara Municipal intervir na ribeira de Tancos, “apesar de não ser da nossa responsabilidade”, lembrou Fernando Freire que ressalvou que “sendo da Administração Central, se não forem os municípios com os seus projetos (…) dificilmente a questão avança”.

No entanto, ainda há reuniões agendadas, nomeadamente com a APA, porque, como explicou o autarca, “não vamos começar a trabalhar um projeto quando não sabemos quais são as intervenções que eles aprovam”.

Fernando Freire considera que a situação “requer alguma urgência porque o desassoreamento está a aproximar-se de edifícios, nomeadamente na margem direita da ribeira de Tancos e isso poderá vir a provocar alguns desmoronamentos e derrocadas”, havendo mesmo um poço “que já está inclinado”.

“Se vier outra depressão, não sei quais serão as consequências”, rematou Fernando Freire.