Pesquisar notícia
terça,
28 set 2021
PUB
Covid-19

Covid-19: Médio Tejo com mais 12 infetados e 478 pessoas em quarentena

11/07/2021 às 17:15
Partilhar nas redes sociais:
Facebook Twitter

O Médio Tejo tem mais 12 pessoas infetadas com o coronavírus. De acordo com o relatório epidemiológico da Unidade de Saúde Pública do Médio Tejo (USPMT) a região passou a ter um total acumulado de 13 406 casos positivos desde que começou a pandemia, em março de 2020. Os 12 casos revelados pelos laboratórios este domingo, dia 11 de julho, estão localizados em Constância (1), Entroncamento (1), Mação (2), Ourém (6), Tomar (1), e Vila Nova da Barquinha (1).

O número de pessoas recuperadas aumentou este sábado com mais 100 pessoas a terem alta da infeção provocada pelo SARS-CoV-2. O total de recuperados é agora de 12 737, mantendo-se os óbitos em 379, pelo que o número de casos ativos é neste domingo de 190.

A USPMT indica que estes 190 casos ativos estão localizados em Abrantes (20), Alcanena (11), Constância (15), Entroncamento (15), Ferreira do Zêzere (2), Mação (10), Ourém (54), Sardoal (2), Tomar (33), Torres Novas (16) e Vila Nova da Barquinha (12).

No que diz respeito ao número de pessoas que estão em confinamento por terem contactado com infetados, há a registar mais 31 pessoas em isolamento em relação ao dia de ontem. No total, há na região 478 pessoas a quem foi decretada a quarentena pelo período de 14 dias e que devem ficar em isolamento em casa. Desde que começou a pandemia que a USPMT já decretou um total de 9 154 confinamentos e deu alta do isolamento a 8 876 pessoas.

As 478 pessoas em vigilância ativa neste domingo estão confinadas em Abrantes (59), Alcanena (20), Constância (31), Entroncamento (28), Ferreira do Zêzere (1), Mação (20), Ourém (173), Sardoal (5), Tomar (82), Torres Novas (31) e Vila Nova da Barquinha (16).

Portugal registou hoje mais 2.323 novos casos de infeção pelo vírus SARS-CoV-2, oito mortes atribuídas à covid-19 e um aumento de doentes internados e em cuidados intensivos, referem os dados da Direção-Geral da Saúde (DGS).

Segundo o boletim epidemiológico da DGS, a maioria das novas infeções foi registada na região de Lisboa e Vale do Tejo, com 1.058, e o país regista hoje um total de 45.302 casos ativos.

Os mesmos dados indicam ainda que se registaram oito óbitos, mais dois do que os verificados no sábado, estando agora mais 40 pessoas internadas em enfermaria, num total de 672, e mais nove doentes em unidades de cuidados intensivos, que acolhem 153 pessoas.

As oito mortes registadas nas últimas 24 horas ocorreram sobretudo na região de Lisboa e Vale do Tejo, com seis, e as regiões do Algarve e do Alentejo, cada um com um óbito, elevando o número de óbitos atribuídos à pandemia para um total de 17.156, dos quais 9.010 relativos a homens e 8.146 a mulheres. A faixa etária em que se regista maior número de mortos é a de maiores de 80 anos, seguida dos 70-79.

Desses oito óbitos hoje anunciados, três enquadram-se na faixa etária entre os 60 e 69 anos, dois na faixa etária dos 70-79, enquanto os restantes três estão no grupo de mais de 80 anos.

De acordo com a autoridade de saúde, recuperaram da infeção nas últimas 24 horas mais 1.019 pessoas, o que aumenta para 845.516 o número de recuperados desde o início da pandemia.

O número de contactos em vigilância está nos 73.762, na sequência de 1.127 pessoas terem passado, nas últimas 24 horas, a integrar este grupo.

Desde o início da pandemia no país, contam-se 907.974 casos acumulados.