Barquinha: Câmara altera PDM na área do projeto do Biopark

Região 2019-08-16

A Câmara Municipal de Vila Nova da Barquinha aprovou por unanimidade na reunião da última quarta-feira, 14 de agosto, uma alteração ao Plano Diretor Municipal (PDM) que permite a viabilização do Biopark. Trata-se de uma alteração simples, mas necessária, que converte a área florestal em espaço lúdico, permitindo assim a definição do plano de pormenor do local.

O Bioparque será um dos maiores bioparques da Europa pensado como centro de conservação de espécies em vias de extinção e que junta a investigação científica com o desenvolvimento de programas ambientais. Fernando Freire explicou que esta alteração não tem implicações diretas no território pois apenas prevê algumas relocalizações de sobreiros, que constituem uma espécie protegida. Por outro lado esta alteração tem de ser feita agora, altura quem que o PDM está em revisão. Terá de ser aprovado até maio do próximo para permitir o acesso da autarquia a financiamentos comunitários.

O Biopark da Barquinha será implementado numa área global de 37 hectares. A abertura do parque, segundo as previsões, está apontada para 2021 e permitirá a criação de 150 postos de trabalho. Ao que se sabe o investimento global é de 70 milhões de milhões de euros e permitirá ter, numa primeira fase, 260 espécies animais, metade das quais estão em patamares de poderem ser consideradas quase em vias de extinção. O Biopark terá um um hotel de quatro estrelas com 130 quartos, um restaurante com 300 lugares sentados, um centro pedagógico e 397 lugares de estacionamento.