Pesquisar notícia
terça,
28 set 2021
PUB
Política

Autárquicas/ Sardoal: PS apresenta candidatura de Pedro Duque à Câmara (C/ÁUDIO)

21/06/2021 às 17:09
Partilhar nas redes sociais:
Facebook Twitter

O PS apresentou este domingo, dia 20 de junho, a candidatura de Pedro Duque à Câmara de Sardoal com o lema "Mudar Sardoal". Numa cerimónia que se realizou nos moinhos de Entrevinhas (freguesia de Sardoal) e com apenas pouco mais de meia-dúzia de pessoas foi o presidente da comissão política concelhia socialista, Miguel Alves, a lançar a sessão de apresentação, uma vez que o nome do candidato já tinha sido divulgado, depois da respetiva aprovação.

Nesta apresentação do candidato à Câmara ficou a saber-se que o candidato à Assembleia Municipal é Adérito Garcia e o candidato à junta de Freguesia de Sardoal Miguel Alves.

Coube ao presidente da distrital socialista Hugo Costa lançar o nome do candidato socialista que repete a candidatura à liderança do município Sardoalense. Recorde-se que Pedro Duque foi o candidato nas últimas autárquicas, assumindo desde então o lugar de vereador sem pelouros.

Depois o presidente da distrital revelou ainda que o Sardoal precisa de pessoas e precisa de investimentos e deixou a posição deste “ser o melhor candidato para o concelho”.

Pedro Duque olhou para o futuro, pouco falando de passado. Embora tenha sido um discurso virado para a frente começou por falar de um concelho que considera estar “parado e estagnado”.

O candidato socialista referiu que “é inaceitável que um instrumento de Gestão por excelência como o PDM de Sardoal, passados mais de 26 anos ainda não foi revisto”. E depois acrescentou que “o Sardoal perdeu uma parte substancial da sua população, e quem foi embora foram sobretudo os novos que seriam a sustentabilidade da demografia no concelho e muitos deles com formação superior o que deveria representar uma mais-valia aos mais variados níveis para o Município”.

E depois vincou a necessidade de uma revisão do PDM que inclua a “expansão da zona industrial atual ou a criação de outro polo industrial”.

E avançou com algumas ideias ou propostas sectoriais, nomeadamente na área social com um “acompanhamento mais efetivo junto da população mais vulnerável através de um apoio personalizado, tendo por base uma inventariação exaustiva dessas necessidades”. E adiantou o candidato que quer “ampliar os meios e recursos e amplitude de intervenção do Serviço da Ação Social através da criação de uma equipa permanente de apoio e acompanhamento social”. Para além de manter a Universidade Sénior defende a criação de uma Academia Sénior no concelho.

Depois apontou a floresta e os recursos naturais com a ideia de “promover junto dos proprietários a utilização destes instrumentos de incentivo à produção florestal”.

Avançou para a proposta de criação de uma praia fluvial no concelho por forma a aproveitar as potencialidades que existem na paisagem natural, nas ribeiras e até na barragem (da Lapa). Podem, disse Pedro Duque, ser criadas condições para apostar em desportos de ar livre e com competição que possam atrair mais pessoas ao concelho.

Pedro Duque lançou ainda a ideia de incrementar novas modalidades desportivas, para utilização do novo pavilhão.

No que diz respeito à cultura, Pedro Duque disse que há um “conjunto de eventos culturais, cujo critério parece ter sido o gosto pessoal do seu presidente e bem distante das preferências dos Sardoalenses”. E depois deixa a sua proposta de criar uma “agenda cultural diversificada e consistente e que vá ao encontro das expetativas e preferências dos Sardoalenses, como o Teatro e o Folclore, por exemplo”.

Pedro Duque revela que o programa do PS do Sardoal está em elaboração “constante” e diz que o mesmo vai ser dado a conhecer gradualmente nas próximas semanas.

Pedro Duque, candidato PS à Câmara de Sardoal

Foi uma apresentação pública, mas sem público de acordo com as regras da Direção-Geral de Saúde.

Galeria de Imagens

Palavras chave:
Autárquicas Sardoal