Pesquisar notícia
domingo,
25 jul 2021
PUB
Região

Administração do CHMT mostra obras no Hospital de Abrantes (C/ÁUDIO)

23/04/2021 às 17:00
Partilhar nas redes sociais:
Facebook Twitter

A unidade de Abrantes do Centro Hospitalar do Médio Tejo (CHMT) está a ter um conjunto de obras em sequência, sendo que está a começar, nesta altura, a preparação do estaleiro para a instalação do primeiro equipamento público de Ressonância Magnética do distrito de Santarém.
Trata-se de um investimento de um milhão e 300 mil euros num equipamento necessário ao diagnóstico médico e que leva a que os hospitais do distrito recorram aos privados. E mesmo assim, de acordo com Ivone Caçador, diretora Clínica do CHMT há muita dificuldade no agendamento deste tipo de exames. Os que são considerados urgentes têm resposta do setor privado, mas os menos urgentes têm tempos de espera muito elevados.

Ivone Caçador, diretora clínica CHMT

E acresce outro problema com estes exames. De acordo com o presidente do Conselho de Administração do CHMT, Carlos Andrade Costa, há a dificuldade de ter de fazer muitos quilómetros para fazer uma ressonância, há o desconforto de andar em ambulâncias de um lado para o outro e há, ainda, a afetação de recursos, porque sempre que um doente tem de fazer um exame destes é acompanhado por uma enfermeira.

Para além das melhorias e rapidez no diagnóstico dos doentes há ganhos consideráveis em termos financeiros e de recursos humanos.

Carlos Andrade Costa mostrou o andamento destas obras ao presidente da Câmara Municipal de Abrantes e revelou que neste momento estão a preparar o estaleiro para que possa ser feita a instalação do equipamento. Tratando-se de um bloco de grandes dimensões a sua instalação no piso 2, no serviço de Imagiologia, terá de ser feita uma adaptação neste setor. É que tem se ser partida uma parede exterior para fazer entrar o equipamento sem prejudicar o normal funcionamento dos restantes departamentos.

Carlos Andrade Costa frisou que a obra física deverá estar concluída em finais de agosto para que em setembro sejam feitos todos os testes e certificação devendo a Ressonância Magnética entrar ao serviço em outubro.

Carlos Andrade Costa, presidente CA CHMT

O administrador hospitalar mostrou também uma nova área de balneários para os profissionais. Trata-se, segundo afirmou, de aumentar a capacidade para as condições do pessoal. Este balneário tem uma capacidade de 220 cacifos. Como o hospital funciona com três turnos permite melhorar as condições de equipamento de cerca de 70 profissionais por cada turno.

Carlos Andrade Costa, presidente CA CHMT

E quem passa perto do Hospital de Abrantes pode ver uma grua junto ao edifício. Carlos Andrade Costa explicou que não tem a ver com esta intervenção. Trata-se da continuidade do projeto do âmbito de uma candidatura efetuada ao Programa Operacional de Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos (POSEUR). Dessa intervenção fazem parte a instalação do bloco de painéis solares, da nova coluna de água e agora da substituição de toda a caixilharia do edifício. Com esta mudança dá-se mais um passo na eficiência energética, pois esta intervenção permitirá modificar o aquecimento/refrigeração de zonas que têm no inverno/verão muitas variações térmicas.

Carlos Andrade Costa, presidente CA CHMT

Manuel Jorge Valamatos, presidente da Câmara de Abrantes, destacou a importância da entrada em funcionamento da Ressonância Magnética para além dos restantes investimentos, como seja a requalificação do serviço de Urgência da unidade. E depois disse que a autarquia também vai, em breve, lançar a empreitada para a construção numa rotunda que vai ligar a Avenida Dr. Santana Maia e Francisco Sá Carneiro e a rua de acesso ao Hospital.


Manuel Jorge Valamatos, presidente CM Abrantes

De referir que está já anunciada a requalificação da urgência médica e cirúrgica do Hospital de Abrantes. É um processo que está na fase de preparação para o lançamento do concurso público, uma vez que é um investimento já validado pelos ministérios da Saúde e das Finanças com um valor da ordem de 2,9 Milhões de euros. O anúncio da intervenção e apresentação do projeto em 3D daquilo que será o novo serviço aconteceu a 30 de março de 2021 na unidade de Abrantes.

Investimentos no Hospital de Abrantes:

Instalação de Painéis Solares – 113 mil euros – concluído

Instalação de nova coluna de água – 700 mil euros – em curso

Instalação da Ressonância Magnética – 1,3 M euros – Em curso (prevista a conclusão em agosto)

Renovação e alargamento do serviço de Urgência Medica e Cirúrgica – 2,9 M euros – lançamento dos concursos (previsão de início das obras ainda em 2021)

Renovação Consulta Externa e Gastroenterologia – 1 M euros – Preparação do projeto (entra em obras após a conclusão da Urgência)