Pesquisar notícia
domingo,
16 mai 2021
Música

Terceiro concerto teste-piloto agendado para 08 de maio em Coimbra com 1.000 pessoas

2/05/2021 às 06:40
Partilhar nas redes sociais:
Facebook Twitter

O terceiro concerto teste-piloto em Portugal, na sequência da última fase de desconfinamento, vai decorrer em Coimbra, em 08 de maio, com uma plateia em pé de 1.000 pessoas que terão de apresentar um teste antigénio negativo.

Em comunicado, a Câmara Municipal de Coimbra dá conta de que a cidade vai acolher em 08 de maio, sábado, “o terceiro concerto teste-piloto em Portugal, com as atuações de Anaquim, The Twist Connection, Birds are Indie e Portuguese Pedro”.

O evento vai começar às 20:30, na Praça da Canção, e terá uma “plateia em pé de 1.000 pessoas, divididas em grupos de 250, em que o uso da máscara e a apresentação do teste rápido antigénio negativo feito no dia do espetáculo é obrigatório”.

Os bilhetes têm um custo de dois euros e o preço contempla o do teste antigénio à presença do SARS-CoV-2.

Para participar neste teste-piloto – que avaliará a exequibilidade do regresso dos eventos ao ar livre em contexto de pandemia e na sequência da última fase de desconfinamento delineada pelo Governo – os espetadores terão de residir em Portugal, ter entre 18 e 65 anos, não podem pertencer a um dos grupos de cidadãos considerados de risco, ter estado com alguém infetado nos últimos 14 dias ou ter contactos de risco regulares, e não ter estado com pessoas infetadas nos últimos 90 dias.

Na nota, a autarquia ressalvou que apenas as pessoas com um resultado negativo à presença do SARS-CoV-2 poderão assistir ao concerto, mas o valor será reembolsado se não puderem participar.

O primeiro teste-piloto decorreu na quinta-feira, em Braga, com um espetáculo protagonizado pelo humorista Fernando Rocha, que reuniu 400 pessoas (lotação expectável), todas com resultado negativo. O segundo evento, com o músico Pedro Abrunhosa, decorre esta noite em Braga, com 400 pessoas em pé.

O concerto programado para Coimbra será o primeiro com 1.000 pessoas em pé.

 

Lusa